Quinta, 27 de Janeiro de 2022
Follow Us

Terça, 02 Fevereiro 2021 23:25

Rei do Bailundo condenado a seis anos de prisão efectiva

O rei do Bailundo, Armindo Francisco Kalupeteka, Ekuikui V, foi condenado, na última segunda-feira, pelo Tribunal Provincial do Huambo, a seis anos de prisão, por crime preterintencional, ao orientar, a 14 de Março de 2017, um ritual tradicional, envolvendo agressão física, que causou a morte do cidadão Kamutali Epalanga, de 54 anos.

A juíza Maria Imaculada Lucinda, na altura da leitura da sentença, deu como provado o envolvimento de Armindo Francisco Kalupeteka na morte de Kamutali Epalanga, acusado da prática de feitiçaria que terá resultado a morte neta, de nome Adélia.

O crime preterintencional aconteceu na Ombala do Bailundo, no dia 14 de Março de 2017, numa sessão de julgamento tradicional conduzido por Armindo Francisco Kalupeteka, durante o qual era usada uma bengala, denominada "Ginga”, supostamente movida por forças ocultas até encontrar o culpado, que depois era espancado até à morte. Este foi o caso de Kamutali Epalanga, dado como o culpado pela morte da neta.

Além de Armindo Francisco Kalupeteka, que deve pagar 150 mil kwanzas de taxa de Justiça, foi, igualmente, condenado, à revelia, a uma pena de oito anos de prisão e ao pagamento de taxa de Justiça de 120 mil kwanzas, o prófugo David Salvador Mwangala, o curandeiro da Ombala.

Os dois co-réus pagarão, solidariamente, à família de Kamutali Epalanga a quantia de dois milhões de kwanzas. O co-réu Fernando Hossi, secretário da Ombala, identificado nos autos, foi absolvido, por não haver provas do seu envolvimento no crime. JA

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up