Segunda, 05 de Dezembro de 2022
Follow Us

Quarta, 13 Julho 2022 15:46

Feira de Luanda cancela pré-inauguração e anuncia abertura para sábado

Após várias indefinições, a Feira Internacional de Luanda (Filda), inicialmente prevista para entre 12 e 16 de julho, mas posteriormente adiada devido ao luto nacional, cancelou a pré-inauguração anunciada para sexta-feira, realizando a cerimónia de abertura apenas no sábado.

Vários eventos foram adiados ou cancelados devido ao luto nacional de sete dias que Angola observa devido à morte do ex-presidente angolano José Eduardo dos Santos, na sexta-feira, entre os quais a Filda.

No entanto, só na terça-feira, a data inicialmente prevista para o início do certame, foram comunicados oficialmente detalhes sobre o reagendamento, embora se especulasse sobre as novas datas (16 a 20 de julho) desde domingo.

Segundo uma nota divulgada na terça-feira pela Eventos Arena, que coorganiza a Filda com o Ministério da Economia e Planeamento (MEP), estava prevista uma pré-visita guiada, para avançar “todos os pormenores” e dar a conhecer a feira na sexta-feira.

No entanto, hoje a organização informou, numa nova nota, que a pré-visita foi cancelada, por ainda se observar em 15 de julho o período de luto nacional.

De acordo com as novas informações, e se não se verificarem mais alterações, a cerimónia de inauguração da 37.ª edição da Feira Internacional de Luanda acontecerá no sábado, com chegada dos convidados prevista para as 08:00 locais e inauguração às 09:00, com o ministro de Estado para a Coordenação Económica, Manuel Nunes Júnior.

Portugal vai estar presente na Filda com 25 empresas, das quais 14 integram uma missão da Associação Empresarial de Portugal (AEP), atuando em áreas distintas como indústria alimentar, construção, extrativa, engenharia e tecnologias de informação, entre outras.

São esperados mais de 600 expositores de 15 países: Angola (país anfitrião), Portugal, Alemanha, África do Sul, Namíbia, São Tomé e Príncipe, Japão, China, Reino Unido, Itália, Brasil, República Democrática do Congo, Polónia, Turquia e Estados Unidos da América.

Rate this item
(0 votes)