Quarta, 06 de Julho de 2022
Follow Us

Quarta, 23 Fevereiro 2022 12:56

Dom Belmiro e Afonso Nunes mantêm diálogo e denunciam falsas informações

O Bispo Católico, Dom Belmiro Chissengueti, manteve uma conversa telefónica com Dom Afonso Nunes, Bispo da Igreja Tocoísta, na noite desta terça-feira, 22 de fevereiro, no sentido de esclarecer informações postas circular nas sociais, quais consideraram terem sido fabricadas para criar rivalidade no seio religioso.

De acordo com uma nota informativa assinada por Dom Belmiro, porta-voz da CEAST, foi uma conversa muito amena, embora, ambos sentiram-se tristes com tudo o que foi inventado a seu respeito pelos laboratórios do mal, verdadeiros "comités de ímpios", que tudo fazem para criar ódios, rancores e inimizades entre as pessoas e, no caso, gerar rivalidades entre as lideranças religiosas.

Para o Bispo católico, como jornalista e advogado, um dos pressupostos básicos que habitualmente usa diante de qualquer notícia ou informação é a busca da fonte e, uma vez encontrada, buscar o contraditório, momento importante para entender o que a pessoa disse, de facto, e dar-lhe a oportunidade de apresentar a interpretação original.

"No caso em apreço, quando vi a informação, amplamente partilhada nas redes sociais, sobre um eventual convite para um debate com Dom Afonso Nunes, algo normal em democracia, tentei pesquisar o respectivo áudio. Não o tendo encontrado presumi, imediatamente, que se tratava de uma notícia falsa, não lhe tendo dado grande importância", cantou.

Na manhã de segunda-feira, 21 de fevereiro, relatou igualmente, a mentira foi ampliada com a publicação de uma resposta a Dom Afonso Nunes atribuída a mim. "Neste quesito os internautas atentos o mínimo que poderiam fazer seria uma breve visita ao meu perfil antes de acreditarem naquela resposta grosseira que não foi escrita por mim".

"Diante de tudo isto, um contacto com Dom Afonso Nunes impunha-se. Ele, também, queria falar comigo. Os nossos intentos consumaram-se nesta noite. O contacto foi necessário para reiterar a Dom Afonso Nunes que eu não escrevi nada sobre ele, tendo ele garantido, igualmente, que nada disse ou escreveu a meu respeito", esclareceu Chissengueti.

No entanto, observou que há uma grande vontade de manipulação da verdade aqui nas redes sociais pelo que, todos devem procurar o contraditório, a boa investigação das fontes antes de tomar posição sobre determinada matéria.

"Foram escritas coisas feias, tristes, desprezíveis e vergonhosas sobre Dom Afonso Nunes, desprezando as suas capacidades de abordagem. Não secundo esta perspectiva. Eu não sou nenhuma sumidade académica nem intelectual de coisa nenhuma. Mesmo que fosse, isso não me impediria de debater com qualquer pessoa. Afinal, o normal é que quanto mais se sabe, mais se deve ser humilde", apelou.

Nestes termos e pela gravidade de todos estes factos, o porta-voz da CEAST apresentou as suas mais sinceras desculpas a Dom Afonso Nunes por todos os insultos que sofreu feitos por pessoas que, no afã de defenderem Belmiro partiram para a agressão escrita. "Não é este o caminho".

Exortou, por isso que a democracia constrói-se com o pluralismo e o respeito pelas legítimas diferenças, ao mesmo tempo que pediu, portanto, que no futuro haja maior ponderação nas análises, por formas a não ferir sensibilidades de pessoas que não têm culpa nenhuma.

"Amanhã falarei para a Rádio Tocoísta para manifestar a minha solidariedade a Dom Afonso Nunes e ajudar a repor a verdade dos factos, pois, só a verdade liberta. Todos somos poucos para este grande e rico país. Um abraço, Dom Afonso Nunes!

D. Belmiro Chissengueti, CSSp. - Bispo de Cabinda", considerou.

Rate this item
(1 Vote)