Sexta, 18 de Junho de 2021
Follow Us

Acabo de ouvir pela voz do Presidente da República João Lourenço, em tom apaziguador que louvo, o discurso em que pede desculpas e perdão em nome do povo angolano, às vítimas do 27 de Maio e seus familiares, pela resposta desproporcional à tentativa de golpe de Estado que causou a morte de 4 Comandantes da FAPLA e de três civis naquela data.

Quando em Agosto de 1993 fui entrevistada pelo programa Café da Manhã , de José Rodrigues da LAC e falando de corrupção e do corruptos , exemplifiquei com o nome de Fernando Miala , na altura também Major , quase “ caiu o Carmo e a Trindade “ e no dia seguinte, disseram-me que no noticiário das 00H00 , eu teria sido exonerada do cargo .

Pedro Lussaty, major das Forças Armadas Angolanas, ficará na história de Angola e do Mundo como o mais engenhoso 'maestro' do desvio de fundos públicos. 

No passado dia 6 de Maio, o nosso colega e conhecido Professor Dr. Raul Araújo, líder do Centro de Estudos do Direito Público da Universidade Agostinho Neto, fez, muito pertinentemente, questão de nos rememorar os 30 anos  de Multipartidarismo, em Angola, escolhendo para esse dia a proclamação da Associação de Investigação e Promoção do Direito Constitucional de Angola, que ele próprio encabeça e, a seguir, promoveu um debate que moderou, Online, sob o lema “30 anos de Multipartidarismo e de Estado Democrático e de Direito em Angola – retrospectiva e balanço.”

Quando o José Eduardo dos Santos quis optar pela bicefalia alguns não entenderam a mensagem que ele pretendia transmitir aos angolanos.

Sinto as pessoas quase que em estado de choque perante a forma como os adversários políticos são tratados no nosso país.

Aqueles que não querem que a democracia se consolide no nosso país, tiveram uma semana cheia de trabalho.

Eis a resposta possível, como me reportei, com algumas modificações, ao meu amigo Ardaia Chinduma, que mo perguntou, a propósito do meu post anterior.

Página 5 de 259

Log in or Sign up