Sábado, 24 de Fevereiro de 2024
Follow Us

Sábado, 02 Dezembro 2023 17:25

O Show e a propaganda ilusória em torno da viagem do déspota angolano ao país do Uncle Sam (Tio Sam)

Não seria nada mau se iniciasse essa crônica falando deste símbolo nacional dos Estados Unidos da América entre um dos mais famosos do mundo conhecido por (Tio Sam). Que em inglês se escreve Uncle Sam e em alemão (Onkel Sam).

Mas como o tempo está cada vez mais caro, nunca é demais poupar um pouco o meu, numa altura dessas em que se aconselha austeridade econômica. E assim vou direitinho e de forma certeira ao que me pareceu um dos pontos mais altos desta viagem depois que vi as imagens rolando com um certo histerismo nas redes sociais.

Depois de uma viagem dessas que custou aquilo que daria para se construir 12 lares para assistência e acolhimento de idosos, 17 jardins infantis e áreas de lazer para crianças e jovens. 8 hospitais, 3 bibliotecas, 6 centros de saúde especializados no tratamento de pedófilos num país onde há cada vez mais generais e não só, com este comportamento segundo pesquisas e estudos confiáveis, não é de se estranhar que a propaganda ilusória, treinada e encomendada seja assim tão histérica e vendida como tivesse sido de sucesso.

Para desviar as atenções dos milhões que se gastou só para o déspota angolano ser recebido e assinar o livro de honra na casa branca. Mas a senhora da TPA que me pareceu escolhida a dedo porque é jornalista e ao mesmo tempo dos serviços secretos para acompanhar a comitiva presidencial.

Por causa da sua língua aguçada para vender ilusões foi a que me chamou mais atenção pela forma como ela fez o relato da viagem nas redes sociais em vídeo. Pois, nunca antes tinha visto uma jornalista assim tão fora do controlo das suas emoções, tão excitada ao ponto tal.

Que me deixou a sensação que estava se masturbando pela boca se calhar toda mijada, quando vendia a viagem como tendo sido de sucesso para bem de Angola e dos angolanos.

Por Fernando Vumby

Rate this item
(1 Vote)