Sexta, 21 de Junho de 2024
Follow Us

Quarta, 05 Junho 2024 12:17

Sismo de Magnitude 5.4 sentido nas províncias de Benguela, Huambo e Bié

Um sismo de magnitude  5.4 na escala Richter, classe moderada, registado hoje às 08:42 nas províncias do Bié, Benguela, Huíla e Huambo, em consequência de um sismo com epicentro na cidade do Cuito, causou pânico aos populares, sem registar danos humanos nem materiais.

O abalo sísmico, com epicentro na cidade do Cuito, província do Bié, foi igualmente sentido nas províncias de Benguela, nos municípios de Caconda, Caluquembe e Lubango, província da Huíla, e na província do Huambo.

Populares ouvidos pela Rádio Nacional de Angola (RNA) nas referidas províncias, relataram momentos de pânico devido ao sismo que afetou vários edifícios, alguns dos quais foram evacuados pelos bombeiros.

O Instituto Nacional de Emergências Médicas de Angola (INEMA) confirmou ter registado 21 ocorrências na província de Benguela relacionadas com o sismo, notificado hoje no Centro/Sul do país.

Em declarações à imprensa, o coordenador provincial de Benguela do INEMA, Nani Francisco, destacou, entre as 21 ocorrências atendidas, alguns casos de desmaios e ligeiras contusões.

Segundo o responsável, oito ambulâncias medicalizadas e reforçadas com médicos e enfermeiros, num total de 20 profissionais, estiveram mobilizadas para o atendimento das chamadas de emergência.

As ocorrências, apontou, foram registadas maioritariamente em instituições escolares, com destaque para o Instituto Médio Politécnico Privado Wiliete, onde alguns alunos chegaram a desmaios devido ao pânico.

Acrescentou ainda que os técnicos do INEMA prestaram assistência médica a alguns moradores de um prédio residencial, além de transeuntes em outras artérias da cidade de Benguela.

De acordo com ele, os assistidos foram encaminhados para o Hospital Geral de Benguela (HGB), sendo que alguns já tiveram alta.

"A população estava bastante agitada nesta manhã, principalmente os estudantes do Wiliete, assustados com a ocorrência do sismo", referiu.

De igual modo, assinalou que os cidadãos atendidos são da faixa etária dos 17 aos 62 anos de idade, destacando dois idosos que se sentiram mal num estabelecimento comercial bastante movimentado da cidade.

Já a directora do Instituto Médio Politécnico Privado Wiliete, Catarina Reis, disse que tudo ocorreu enquanto decorriam as aulas e que o medo dos alunos fez com que tentassem todos abandonar o edifício, de 10 andares, de uma vez.

Para a gestora, assim que os discentes saíram das instalações, 13 deles tiveram desmaios e foram assistidos prontamente pelo INEMA.

Catarina Reis deu conta também da pronta intervenção dos Serviços dos Bombeiros, que analisaram a estrutura, tendo concluído não ter havido danos que ponham em risco a vida dos seus utentes.

Entretanto, o porta-voz do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, sub-inspector bombeiro Waldemiro Manuel, disse à ANGOP que, do levantamento provisório feito nos 10 municípios de Benguela, constatou-se que não houve a ocorrência de situações graves, quer a nível humano como de infra-estruturas.

O responsável disse que o trabalho ainda decorre para posteriormente fazer-se um balanço definitivo.

Um sismo de magnitude 5.4 na escala Richter, classe moderada, com o epicentro a cerca de 142 quilómetros da cidade de Mocâmedes, província do Namibe, foi registado esta quarta-feira, cujos danos humanos e materiais estão por se determinar. O fenómeno foi sentido em quase toda região Centro-Sul do país.

Rate this item
(1 Vote)