Sábado, 26 de Novembro de 2022
Follow Us

Quinta, 01 Setembro 2022 14:00

Jornalista Hamilton Cruz denuncia ameaças após se demitir da TPA e pede ajuda internacional

No passado dia 25 de Agosto, Hamilton Cruz, jornalista angolano, tornou público, através do seu oficial Facebook, segundo constatou Angola24horas que, por vontade própria e de incompatibilidade, decidiu abandonar o projecto editorial Televisão Pública de Angola - TPA Notícias, estação onde trabalhou desde o dia 18 de Julho de 2022.

Entretanto e, de modo a esclarecer o que realmente estaria na base, o jornalista revelou ao jornal português Expresso que está a ser vítima de ameaças, depois de se ter demitido por recusar seguir alegadas ordens superiores em benefício do MPLA, partido no poder em Angola.

Segundo contou, os factos começaram no início de junho de 2022, quando Hamilton Cruz se candidatou aos castings e testes de admissão aos quadros do novo canal da Televisão Pública de Angola (TPA), que se dedicaria exclusivamente à produção de notícias 24 horas por dia.

Naquela altura, início das suas funções, o jornalista, terá decidido concorrer para descobrir por que motivo a TPA prestava um mau serviço público.

O balde de água fria surge na noite em que encerraram as assembleias de voto das eleições, quando Hamilton Cruz, que era pivô do jornal, quis recusar-se a divulgar uma sondagem encomendada pela TPA.

O jornalista disse que teve medo porque havia "uma movimentação de polícias e seguranças com armas".
No dia seguinte demitiu-se, mas desde então diz que já foi ameaçado duas vezes. Vive amedrontado, e com receio de sofrer represálias.

"Estou a viver com medo pelo que sei da podridão da TPA", adiantou apelando pela ajuda da amnistia internacional.

O jornalista de 31 anos de idade, trabalhou também para a ZAP Viva, onde era coordenador de programa, editor e pivô no departamento de informação, passou pelo semanário económico angolano "Expansão" e frequentou um estágio na redação de informação da SIC Notícias.

O jornalista da televisão pública opôs-se "às ordens superiores" e agora teme pela vida

"Mano, preciso do contacto da Amnistia Internacional, urgente!", solicitou Hamilton Cruz.

De salientar que Hamilton decidiu concorrer à estação para descobrir por que motivo a TPA prestava um mau serviço público de jornalismo há tantos anos.

Rate this item
(1 Vote)