Sexta, 28 de Janeiro de 2022
Follow Us

Domingo, 03 Outubro 2021 01:42

Relatórios do Ministério das Finanças sem registos de compra de vacinas para Angola

Os cerca de 3 milhões de cidadãos angolanos já vacinados, terão se beneficiado de vacinas doadas por outros países, no âmbito da iniciativa da Covax, o que indica que, o Executivo, eventualmente não comprou ainda nenhuma vacina, desde o início da pandemia, quando em Decretos Presidenciais, foram já autorizadas verbas para o efeito.

De acordo com o especialista em Saúde Pública, Jeremias Agostinho, soube Angola24Horas, nos relatórios de saída do tesouro que fazem referência ao orçamento atribuído e ao que já foi executado pela Comissão Multissetorial de combate à Covid -19, não havia, nos documentos que teve acesso, nenhuma rubrica da aquisição de vacinas.

Jeremias Agostinho, disse tratar-se de relatórios de até pelo menos o 2° trimestre de 2021, sem no entanto encontrar qualquer rubrica, fazendo menção à saída de verbas do tesouro nacional para este fim.

"Pelo menos, pelos dados que tenho, no 3° trimestre que é o período em que se deveria fazer inclusão destas verbas que foram autorizadas pelo Presidente da República, em dois Decretos, elas não constam", adiantou.

Assim, Jeremias Agostinho disse acreditar que, fora do mecanismo Covax e de outras ofertas, ainda não se fez aquisição de vacinas, a menos que venha constar dos relatórios referentes ao 3° trimestre de 2021.

Vale referir que, nesta sexta-feira, 01 de Outubro, o Jornal de Angola disse que o país recebeu 1 milhão e 200 mil doses da vacina chinesa, sendo que, a 24 de Agosto, a Voz da América noticiou que Angola recebeu meio milhão de doses da vacina, quando a 11 de Junho a Organização Mundial das Nações Unidas, disse que enviou para Angola 200 mil doses da vacina, enquanto que, há aproximadamente uma semana a Angop disse que o país recebeu mais de 400 mil doses de vacina da Pfaizer provenientes dos EUA e outras 624 mil doses da vacina da AstraZeneca, todas estas, no âmbito da iniciativa da Covax.

Olhando para o percentual de pessoas vacinas e, porque o número bateu certo, ficou concluído que ninguém foi vacinado com vacinas que Angola tenha comprado mas sim com vacinas enviadas por iniciativa do programa da Covax.

Os relatórios do 1º semestre de 2021, recordou o especialista em Saúde Pública, Jeremias Agostinho, foram disponibilizados para o combate à Covid -19, 81 milhões de dólares, um valor inferior só ao que deveria ser gasto para com as vacinas, assim como no segundo trimestre o valor disponibilizado também é inferior ao que seria gasto só para aquisição das vacinas.

Por este mesmo facto, Jeremias Agostinho entende que essas vacinas, usando recursos do tesouro, ainda não foram disponibilizadas.

"Então Angola não comprou vacinas. Foram apenas doações. Portugal tem eventualmente por enviar ao país, ao longos dos próximos meses, cerca de 1 milhão de doses da vacina"

De salientar que, Angola prevê vacinar um total de 16 milhões de cidadãos, sendo que, nesta altura mais de 3 milhões de já foram vacinados contra a Covid-19.

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up