Quarta, 06 de Julho de 2022
Follow Us

Terça, 10 Mai 2022 13:10

Analista critica exclusão de deputados da oposição entre os 150 do MPLA que fiscalizam obras do PIIM

O analista político, Ilídio Manuel, criticou esta terça-feira, 10 de Maio, a não integração de deputados da oposição angolana, entre os 150 do MPLA distribuídos pelo país para fiscalizar as obras enquadradas no PIIM e, em projectos ligados ao combate à pobreza nos 164 municípios que compõem o território nacional.

Segundo dados que Angola24horas teve acesso, o partido no poder em Angola, MPLA mandou os 150 deputados à Assembleia Nacional para visitarem os 164 municípios de Angola.

Estes, poderão andar por todas regiões do país, no sentido de constatarem "in loco" o que está ser feito com os recursos que são alocados, sobretudo como andam os vários projectos do executivo, desde o Programa de Intervenção e Integração dos Municípios (PIIM), ao combate à pobreza.

Sobre o assunto, o analista político e jornalista, Ilídio Manuel, disse em domínio do tema que, os deputados do MPLA têm estado a visitar as obras do PIIM, no quadro daquilo que eles consideram fiscalização dos actos do Executivo.

"Tratando-se de obras públicas, feitas com dinheiro do erário, por que não integrar parlamentares de outros partidos? Ou os deputados da Oposição são tão invejosos que não podem fazer parte de tais delegações?", questionou Ilídio.

Afirmou também que há elogios por tudo quanto é canto, daí que, se corre novamente o risco de os deputados do MPLA, partido maioritário pintarem um quadro idílico e colorido em torno das obras de cariz Eleitoralista, algumas das quais de qualidade duvidosa.

Para Ilídio Manuel, foi exactamente assim como aconteceu com as "estradas de esferovite", linhas férreas e pontes que cederam à passagem dos camiões.

Dito Dalí, activista cívico angolano, também reagiu ao facto e lançou duras críticas contra os parlamentares do MPLA, observando que, durante os seus 5 anos de mandato não foram capazes de visitar os povos, denunciar a podridão social, o sofrimento do povo e má governação.

"Hoje, como já querem renovar os lexus e tantas outras mordomias estão interessados para irem visitar os povos abandonados? Eleições não podem ser mais importantes do que um ser humano", apelou Dito Dalí.

Rate this item
(0 votes)