Segunda, 17 de Mai de 2021
Follow Us

Sábado, 17 Abril 2021 11:16

Porque razão Dom Afonso Nunes, propõe três mandatos, para João Lourenço?

Nos países civilizados, incluindo aqui nos Estados Unidos da América, a Igreja, ou os líderes cristãos, tem um papel preponderante, e até dissuasivo, com vista a que as autoridades, governem de maneira a servir as populações, com a necessária empatia, e ou espirito de humanidade, visíveis, em todos aspectos da vida social, económico, acadêmico, cultural, etc.

Na República de Angola, o nosso, pais a Igreja Angolana, particularmente a Evangélica, de cujo os líderes, a maior parte dos quais, por despor de pouca, ou de quase nenhuma formação, acadêmica, ou teológica, razão pela qual muitos dos quais, desconhecem, se a Bíblia e a palavra de Deus, ou se é na Bíblia que que é a palavra de Deus, o que são significados completamente opostos.

Razão pela qual, nos dias que correm na República de Angola, observamos de maneira copiosamente diabólica, Pastores Angolanos, que eram supostos, defenderem as suas ovelhas sofredoras, porém, que contrariamente, tais Pastores, confundem, o pastorado, com a corrupção, e com os dólares Norte Americanos, do petróleo, facilmente se corrompem, ou se rendem, ao regime vivente, e como consequência, venderam as  ovelhas, da sua Igreja ao diabo satanás, para que continuem a votar, para este mesmo Diabo, em lugar de votar no espirito santo, de Deus de Angola.

Razão pela qual, líderes evangélicos marcadamente ignorantes, diabólicos, estúpidos, corruptos, como como D Afonso Nunes, Bispo da Igreja Tocoista, apoiam o corrupto homem, menos inteligente, e como consequência, menos pensante, para continuar a nos governar em Angola, por mais de 15 anos consecutivos.

Pessoalmente, herdei a experiência cristã, mesmo antes de haver nascido, logo cedo aprendi que a Bíblia é a palavra de Deus, segundo o livro de Timóteo 2- 3 :16 e Pedro 2-1:20-21.

Lá podemos ver que a Bíblia vem de Deus, o que está escrito, como foi escrito, os seus efeitos, segundo os homens verdadeiramente inspirados por Deus, pai Criador, que escreveram a Bíblia Sagrada, é, portanto através dela, que os homens e mulheres, escolhidos se orientam, recebem a santa confissão de fé, e perseverança, nos ensinamentos da palavra de Deus, e como consequência recebem a sabedoria.

Logo fica difícil, reconhecer que o Bispo D Afonso Nunes, faz parte, do grupo restrito, dos homens e mulheres, escolhidos por Deus, que fazem parte do clube, dos verdadeiros líderes, representantes do Criador, aqui na terra, e da Santa palavra de Deus, a que me referi atrás.

É natural, que eu não sou absolutamente ninguém, para julgar o Bispo da Igreja Tocoista, por ser um homem, igualmente caído pelo pecado, sendo que cabe ao Criador o julgamento dos homens.

Porém, quando observamos o general João Lourenço, a dividir a sua família em primeiro lugar, que o diga a sua irmã, a D Edith do Sacramento Gonçalves Lourenço Catraio, logo, o presidente de Angola, divide o seu próprio partido, dos do MPLA, para logo sequestrar, mais de 32 milhões de Angolanos, inocentes, indefesos ou desarmados.

Que o digam, os massacres protagonizados pela soldadesca, do general João Lourenço, contra a Nação Lunda Tchokwe em Cafunfo, no Leste de Angola, isso não seria motivo para que D Afonso Nunes, se não fosse um representante do Diabo, na terra, em lugar de servir a Santa Igreja, de Cristo, não seria motivo para evangelizar o seu amigo, general João Lourenço, em lugar de bajula-lo, e como consequência, desejar mais três mandatos, a favor do assassino, corrupto general, do problema, para continuar a massacrar mais Angolanos?

A brutal falta de vergonha e decoro, do Bispo da Igreja Tocoista, D Afonso Nunes, que o levou a se revelar em está  pública, como um corrupto, quando devia pautar por uma atitude equidistante, ou de sabedoria, típica ou digna, de um líder evangélico, deveria preocupar  toda comunidade Cristã Angolana, não apenas do CICA, Conselhos Evangélico dos Cristãos Angolanos, ou da AEA Aliança Evangélica de Angola e da CEAST, Conferência Episcopal de Angola e São Tomé, de se não de toda a comunidade evangélica, Africana e mundial.

Que Deus abençoe Angola e a todos os Angolanos.

Por Orlando Fonseca, Director do ministério da Língua Portuguesa, da Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos, na Cidade de Hollywood Sul da Flórida USA.

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up