Quarta, 29 de Junho de 2022
Follow Us

Sábado, 14 Mai 2022 16:19

João Lourenço: O emprego é um direito que cabe a todos os cidadãos e executivo gerou 430 mil postos de trabalho

O Presidente do MPLA, João Lourenço, apelou, neste sábado, na cidade do Huambo, ao voto massivo no partido nas eleições de Agosto, para garantir a continuidade da resolução dos problemas da população.

Ao falar no acto político de massas, nos arredores do Aeroporto Albano Machado, o líder do MPLA disse ser necessário garantir a continuidade dos projectos em curso para que, no próximo mandato, "façamos muito mais do que está a ser feito agora".

Prometeu mais trabalho nos próximos tempos para a construção de mais escolas, hospitais, habitações, oferecer mais energia e água potável para as populações, para as indústrias, bem como a oferta de mais postos de trabalho.

Lider do MPLA, disse, que o "emprego é um direito que cabe a todos os cidadãos”, destacando não apenas a formação média e superior, mas sobretudo a profissional.

Fez saber que a ambição do partido no poder, com relação ao emprego, é atingir o pleno emprego, uma ambição que pode ser conseguida com a conjugação de esforços entre o público, o privado e o cooperativo.

O também Presidente da República, adiantou que o Executivo está a trabalhar no sentido de dar mais espaço ao sector privado, fazendo com que este seja o principal responsável não apenas pela produção de bens e serviços, mas também responsável pela oferta de postos de trabalho.

Informou que desde 2018, o Executivo angolano gerou 430 mil postos de trabalho nos mais variados sectores da vida económica.

Segundo o líder do MPLA, através do Programa de Reconversão da Economia Informal (PREI), cerca de 155 mil cidadãos angolanos saíram da economia informal, passando para a economia formal, conseguindo assim ganhar a vida e seu pão de cada dia de forma mais digna.

 Destacou, também, os ganhos do Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações (PRODESI) e o Plano de Acção para a Promoção da Empregabilidade (PAPE).

Mencionou que durante os últimos quatro anos o Executivo garantiu a formação técnico-profissional a pouco mais de 260 mil cidadãos, na sua maioria jovens e lançou-os para o mercado de trabalho.

Aumento do salário da Função Pública

Para a redução do custo de vida e aumentar o poder de compra dos cidadãos, João Lourenço lembrou que o Estado reduziu o Imposto de Valor Acrescentado (IVA) de 14 para 7 por cento, bem como aumentou o valor do salário mínimo e o salário da Função Pública.

Conforme disse, ao aumentar o valor do salário da Função Pública, o Executivo procurou ser o mais justo possível, ou seja, aumentando mais aos que menos ganham e aumentando menos aos que mais ganham.

Combate aos especuladores de preços

Ao longo da sua intervenção, o líder do MPLA, bastante ovacionado, disse que o Executivo atacou os especuladores de preços de forma inteligente, garantindo uma Reserva Estratégica Alimentar, ou seja, garantiu maior oferta dos bens essenciais com preços controlados pelo Executivo, o que obrigou os especuladores a baixar os preços.

Refinarias

Anunciou que, a partir deste ano, o país vai começar a produzir 30 mil barris por dia de petróleo transformado em diesel, gasolina e outros produtos refinados.

Anunciou, também, o arranque, em 2025, da Refinaria do Soyo, que vai refinar, pelo menos, cem mil barris de petróleo bruto por dia, e o aumento da capacidade de produção da Refinaria de Luanda.

Em 2025, o país estará a produzir, pelo menos, 160 mil de barris de petróleo bruto , ou seja, 60 mil em Cabinda e 100 mil no Soyo, revelou o também Presidente da República.

Rate this item
(0 votes)