Domingo, 03 de Julho de 2022
Follow Us

Sábado, 19 Fevereiro 2022 09:57

FIFA sanciona Kabuscorp do Palanca e 1.º de Agosto por incumprimentos contratuais

A FIFA puniu o Kabuscorp do Palanca e 1.º de Agosto por incumprimentos contratuais, anunciou hoje a Federação Angolana de Futebol (FAF), em comunicado.

O Kabuscorp do Palanca está proibido de registar novos jogadores, quer a nível de Angola quer a nível internacional, porque ainda não pagou a dívida ao sérvio Zaran Maki, ex-treinador do clube angolano de 2012 a 2014.

Em janeiro de 2022, a Federação Angolana de Futebol (FAF) já tinha pudio o Kabuscorp do Palanca com a retirada de três pontos no Girabola, por incumprimento contratual com o antigo guarda-redes José Delgado 'Elber'.

Recentemente, o mesmo clube, pertencente ao empresário e político angolano Bento dos Santos Kangamba, foi intimado pela FAF a pagar, igualmente, uma dívida de quinze milhões e quinhentos mil Kwanzas ao atleta Bráulio Dinis 'Nary'.

O clube angolano tem inúmeras dívidas por acertar com ex-treinadores, como por exemplo o português Paulo Torres, que esta semana disse que o Kabuscorp do Palanca ainda não pagou a sua dívida, que se arrasta desde 2019.

Em 2019, após intervenção da FIFA, a equipa do empresário angolano Bento Kangamba foi despromovida à terceira divisão do futebol angolano, por incumprimento contratual com o futebolista internacional brasileiro Rivaldo, bem como com o congolês Trèsor Mputo.

O comunicado divulgado hoje pela Federação Angolana de Futebol dá conta que o 1.º de Agosto também está proibido de inscrever novos jogadores, porque ainda não pagou a dívida ao antigo treinador do clube angolano, o hondurenho Bryan Moya.

O comunicado refere que a FIFA notificou o clube angolano, no sentido de pagar os salários de Bryan Moya, mas o 1.º de Agosto não cumpriu com o prazo estabelecido.

Bryan Moya foi contratado na época 2020/21, por duas épocas, mas após uma época viu o seu contrato rescindido.

Rate this item
(1 Vote)