Quarta, 28 de Fevereiro de 2024
Follow Us

Quinta, 14 Setembro 2023 13:37

Sindicato dos mototaxistas cancela participação em manifestação contra restrições de circulação

A União dos Mototaxistas de Angola (UMA) anunciou hoje que cancelou a sua participação na manifestação contra as restrições à circulação de motociclos nas principais vias de Luanda, convocada para sábado, após reunião com as autoridades administrativas.

Em declarações à Lusa, o presidente da UMA, Augusto Mateus, que comunicou na segunda-feira a realização da marcha, disse hoje que a associação entendeu cancelar a sua participação após o encontro de quarta-feira com o Governo Provincial de Luanda (GPL).

“Entendemos cancelar a nossa participação nesta manifestação convocada para sábado, tudo porque levamos algumas propostas e que algumas destas foram aceites pelo GPL”, disse o líder da UMA.

Segundo o responsável, nos próximos 90 dias a UMA vai manter conversações com o GPL e, ao mesmo tempo, sugerir vias para a saída das medidas impostas pelas autoridades aos motociclistas.

“Enquanto decorrer esse período de sensibilização e negociação com o GPL, então, entendemos não continuarmos na marcha. Mas atenção que a marcha vai continuar porque não era apenas a UMA Angola que havia convocado a manifestação”, realçou.

A necessidade da formação contínua dos mototaxistas está entre as propostas apresentadas pela UMA ao GPL e que foram “prontamente” acolhidas pela administração da capital angolana, salientou.

O GPL aprovou restrições à circulação de mototaxistas nas principais vias de Luanda, visando regular o trânsito e baixar os índices de sinistralidade rodoviária que envolve motociclistas, situação que tem gerado vários protestos no seio da classe.

Um grupo de ativistas e demais membros da sociedade civil convocou uma manifestação contra as medidas do GPL, na qual inicialmente a UMA confirmou presença, anunciando hoje a sua ausência dos protestos.

“Há outros grupos da sociedade civil que estão em frente (da manifestação) e que darão seguramente continuidade”, argumentou Augusto Mateus.

A concentração da marcha está marcada para as 10:00 de sábado, no largo do Cemitério de Santa Ana, e deve prosseguir até à sede do GPL, no centro da capital angolana.

Rate this item
(0 votes)