Terça, 18 de Junho de 2024
Follow Us

Quarta, 08 Março 2023 09:08

Administrador da ENNA-EP acusado de assédio sexual e tentativa de estupro contra secretária

Os primeiros anos de existência da ENNA-EP, após separação com a ENANA-E.P, não têm sido os melhores, por causa da postura e vícios, dos apetites e todas as vaidades possíveis dos seus gestores, que foram nomeados pelo Presidente João Lourenço em Novembro de 2019, soube Angola24Horas.

De acordo com uma denúncia enviada à nossa redacção, uma situação recente, que vem destapar a promiscuidade gritante é o caso de tentativa de estupro, que ocorreu há dois meses, por parte de um dos Membros do Conselho de Administração da ENNA-E.P, “o Administrador Eng.° António Borges Pereira, que tentou forçar a Secretária a ter relações sexuais para satisfazer o seu grande e insaciável apetite sexual”.

Consta ainda que, há informações, de que o mesmo Administrador ausentou-se do país por um período de 22 dias uteis, por motivos de saúde, o que constitui uma grande surpresa para muitos funcionários da empresa, que acreditam que isto seja em resultado de o assunto ter dado entrada no tribunal.

“A nível da empresa, há uma cobertura e conivência dos restantes Membros do Conselho de Administração que até inclusive estão a coagir a Colega a abafar o caso. Somos de opinião que o processo deve seguir o seu curso. Aliás João Lourenço disse que ninguém é tão poderoso para ficar impune e por outra ninguém é tão pobre que não pode ser protegido”, refere a denúncia.

António Borges Pereira, é, segundo alegações, bem conhecido e até mesmo possui um histórico de mulherengo, famoso por se envolver com funcionárias da ENNA-E.P(Técnica de Sistemas Informáticos, Técnica de Telecomunicações Aeronáutica e Administradora de Administração Recursos Humanos e Formação) e não só, tendo a nível da empresa outros casos. “Tais funcionárias lhe são gratas por alguns favores, por isso lhe prestam os favores sexuais. Além de se envolver com as colegas também é mixeiro”, conforme a denúncia.

Diante deste facto, sublinha, não podíamos ficar calados e ser cúmplices, os nossos gestores devem ser sérios e trabalhar para servir a empresa e o estado, em vez de estarem a perder tempo com futilidades.

“Apelamos as autoridades competentes, a agirem de acordo aos procedimentos legais, para com este cidadão António Borges Pereira, que neste momento está foragido em Portugal. Haja justiça, estamos solidários com a nossa colega”, apela.

De salientar que, a ENNA-EP Empresa Nacional de Navegação Aérea, foi criada a 01 de Julho de 2019, a luz do decreto presidencial, resultante da cisão da ENANA-E.P.

Rate this item
(1 Vote)