Terça, 31 de Janeiro de 2023
Follow Us

Sexta, 04 Novembro 2022 21:17

AngoSat-2 atinge posição de operar e entra na fase final de testes

O satélite angolano de telecomunicações Angosat-2 atingiu, esta sexta-feira, a posição para operar e comunicar perfeitamente com as estações de controlo em Angola e Rússia, ao mesmo tempo que decorrem os testes com o objectivo de assegurar a entrada em funcionamento.

De acordo com um comunicado do Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, o Angosat-2, opera desde hoje, 4 de Novembro, na posição 23 graus Este, a sua posição ideal. A conclusão desta segunda fase dos testes do Angosat-2, vai permitir levar a todo o país, serviços de telecomunicações a preços competitivos.

Com 15 anos de vida útil, o Angosat-2 vai, igualmente, cobrir várias localidades do mundo, nomeadamente: a totalidade do continente africano, com ênfase para a região Sul, e parte significativa do Sul da Europa, constituindo-se, desta forma, como uma fonte alternativa de arrecadação de receitas para os cofres do Estado angolano.

No comunicado, o órgão ministerial esclarece que a nova fase é sequência das etapas de construção e funcionamento, previstas no protocolo entre a parte russa e angolana. Através do link https://www.n2yo.com/?s=54033 é possível acompanhar, em tempo real, a posição do satélite angolano.

Possuir um satélite traz imensas vantagens para o país. A título de exemplo, Angola gasta entre 15 e 30 milhões de dólares mensalmente em aluguer de banda a empresas de satélites estrangeiras. No prazo de um ano, o valor gasto corresponde ao preço de um satélite de telecomunicações.

A construção do Angosat-2 surge na sequência do protocolo complementar entre Angola e a Federação Russa, ao contrato de fabricação do Angosat-1, lançado em Dezembro de 2017, mas que posteriormente apresentou problemas para manter a comunicação com os centros de controlo terrestres.

Toda a carga útil do Angosat-2, que está a permitir o funcionamento do satélite, foi construída e instalada nas instalações da AIRBUS, na França.

Rate this item
(1 Vote)