Domingo, 24 de Outubro de 2021
Follow Us

Domingo, 23 Mai 2021 17:00

“Mão amiga” da IURD em Angola distribui cestas básicas a mais de 15 mil famílias desfavorecidas no país

Pelo menos mais de 15 mil famílias em todo o país, beneficiaram, neste sábado, 22, de bens alimentares diversos, doados pela nova direcção da Igreja Universal do Reino de Deus em Angola da “ala brasileira”, com vista minimizar a carência de vida, que milhares de pessoas vivem em consequência da pandemia da Covid-19.

Com maior incidência em Luanda, a acção solidária que decorreu em todo o território nacional contou com a participação de mais de mil voluntários, que na ocasião, distribuíram mais de três mil bolsas de alimentos às famílias que passam extrema necessidade nas comunidades.

O bispo Alberto Segunda, novo líder da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), “ala não reformista”, disse ao portal Angola 24 Horas que o acto enquadra-se no âmbito da doutrina social da sua congregação, que para além da missão de pregar o “evangelho de Jesus Cristo”, a IURD “sempre manifestou o interesse pelo bem-estar social das comunidades”.

“Temos observado o sofrimento e a dor que muitas pessoas têm passado nesta fase da Covid-19 e da crise económica”, afirmou a este portal o então porta-voz da IURD, para quem “há relatos de famílias que ficam um ou mais dias sem comer e, a igreja, sendo parceira do Estado angolano, no quadro das suas responsabilidades sociais, decidiu que, em todos os sábados realizar uma acção social”.

O Bispo Alberto Segunda, Presbítero Geral da “ala brasileira”, da Igreja Universal do Reino de Deus em Angola sublinhou que uma “dessas acções de caridade consta a distribuição de cestas básicas às famílias mais desfavorecidas em todo o território nacional promete continuar ajudar as famílias mais carenciadas em todo território nacional”.

O líder da IURD em Angola fez saber que “semana após semana a Unisocial”, projeto social da Igreja Universal, segue com o propósito de sempre, cumprindo o segundo grande mandamento, o amor ao próximo, pelo que garante que “todos os sábados a igreja vai continuar a realizar actos de beneficência”, apesar das contas bancárias terem sido bloqueadas pelas autoridades angolanas.

“Igreja Universal do Reino de Deus em Angola, vai continuar a promover obras sociais de grande impacto em tempo de pandemia da Covid-19”, frisou.

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up