Segunda, 30 de Janeiro de 2023
Follow Us

Terça, 13 Setembro 2022 12:46

EMG-FAA diz que movimentação de tropas e meios bélicos visa o desfile de posse do PR

O Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas (FAA), esclareceu, nesta segunda-feira, que a movimentação de tropas em curso em Luanda, visa a preparação do desfile militar para a cerimónia de investidura do Presidente da República.

O comunicado de imprensa do Estado-Maior General das FAA (EMGFAA), segundo soube Angola24horas, serve igualmente para explicar a movimentação não só de forças como também de meios militares, conforme circula nas redes sociais imegns e vídeos em que se transportam tais meios.

De salientar que, a investidura do Presidente reeleito de Angola, João Lourenço, e da Vice-Presidente, Esperança Costa, deve acontecer na quinta-feira 15 de setembro, na Praça da República, em Luanda.

Entretanto, o Governo Provincial de Luanda (GPL) anunciou, esta terça-feira, alterações na circulação rodoviária na envolvente da Praça da República, a partir das 0h00 de quarta-feira, 14, no quadro do acto de investidura do Presidente João Lourenço.

No documento, o GPL avança que a interdição inclui as datas de ensaios militares, para o desfile central, a partir desta terça-feira, 13, em toda a extensão da Avenida António Agostinho Neto, adjacente à Praça da República.

Acrescenta que a referida interdição vai abranger a Rua Comandante Arguelles (Rotunda da Kinanga), Avenida Dr. António Agostinho Neto (Retorno do BFA-Kinanga), Avenida Dr. António Agostinho Neto (Bombas de Combustível- Chicala 2), Rua da Assembleia Nacional (Igreja das Carmelitas), Rua da Assembleia Nacional (Rotunda da UPD) e Avenida 4 de Fevereiro (Viaduto da Marginal).

Por último, recomenda os automobilistas a recorrerem às vias alternativas para que sejam evitados possíveis transtornos.

Importa referir que, há uma semana, o Tribunal Constitucional (TC) negou provimento ao recurso interposto pela UNITA, realçando que os elementos de prova apresentados "não permitem colocar em causa os resultados globais" das eleições anunciados pela Comissão Nacional Eleitoral (CNE).

Assim sendo, a juíza presidente do TC, Laurinda Cardoso, avançou que estava concluída a fase de contencioso eleitoral e, devem ser investidos nas respectivas funções o Presidente da República, João Lourenço, a Vice-Presidente, Esperança Costa, e os deputados à Assembleia Nacional eleitos pelos partidos políticos.

Rate this item
(0 votes)