Segunda, 04 de Julho de 2022
Follow Us

Quinta, 04 Novembro 2021 06:23

MPLA reconhece feitos de Jacinto Tchipa e considera sua morte um empobrecimento à cultura nacional

O Secretariado do Bureau Político do Comité Central do MPLA, diz ter tomado o conhecimento, com profundo pesar, do falecimento do músico e compositor angolano, Jacinto Tchipa, ocorrido aos 03 de Novembro de 2021, em Luanda, por doença, aos 63 anos.

Em nota de condolências, o partido no poder em Angola avança que o camarada Jacinto Tchipa, natural da Caála, Província do Huambo, celebrizou-se nos finais dos anos 80 e na década de 90 do século passado.

Pela sua forma peculiar, refere o MPLA, Jacinto tornou-se uma das maiores referências da música angolana que ajudou a desenvolver, eternizando-se no acervo musical angolano, com canções que, de forma meritória, para sempre serão apreciadas e recordadas com elevada reverência.

"Jacinto Tchipa, representou uma sumidade da geração de músicos que num momento difícil da vida do povo angolano, marcada pelo conflito armado, combateu ao som dos acordes, ritmos, melodias e harmonias, cujos conteúdos elevaram a consciência nacionalista dos angolanos, promovendo o apurado sentido de defesa da pátria angolana", lê-se.

Brigadeiro na reforma pelas Forças Armadas Angolanas e deputado à Assembleia Nacional pelo MPLA, na década de 90, recorda igualmente, Jacinto Tchipa notabilizou-se no panorama artístico nacional pela sua versatilidade no estilo e dialecto das suas composições, produzindo sucessos musicais como “África”, “Cartinha da Saudade”, “Mamãe” e “Maié Maié”, tendo vencido de forma consecutiva duas edições do Top dos Mais Queridos (1986 e 1987), organizado pela Rádio Nacional de Angola.

O Secretariado do Bureau Político do Comité Central do MPLA, considera assim, prematura a morte de Jacinto Tchipa, empobrecendo a Cultural Nacional em geral e a classe dos músicos, em particular, pelo que o seu legado será conservado enquanto património nacional da verdadeira matriz da música angolana.

"Pelo desventuroso acontecimento, o Secretariado do Bureau Político, em nome dos militantes, simpatizantes e amigos do MPLA curva-se perante à memória do malogrado, endereçando à família enlutada, sentidas condolências", conforme o partido dos "Camaradas".

Segundo soube Angola24Horas, o músico e oficial das Forças Armadas Angolanas ( FAA ), Jacinto Tchipa, padecia há anos de hipertensão e problemas cardíacos, uma situação que em 2017, por exemplo, o obrigou a ser submetido a uma cirurgia cardíaca e ao uso de aparelho para regular os batimentos cardíacos.

Rate this item
(0 votes)