Sábado, 31 de Julho de 2021
Follow Us

Sexta, 11 Junho 2021 22:25

MPLA sugere rescisão de contratos com empresas de lixo incumpridoras

O primeiro secretário do MPLA em Luanda, Bento Joaquim Sebastião Francisco Bento, sugeriu hoje (sexta-feira) no município de Belas que o Governo da província rescinda os contratos com as empresas de limpeza que não fazem devidamente a recolha de lixo.

Bento Bento, que falava num encontro de militantes no município de Belas, lembrou que se as empresas foram aprovadas é porque tinham condições técnicas e humanas para recolher o lixo na sua totalidade e não faz sentido continuarem as queixas dos munícipes sobre a existência de focos de resíduos sólidos.

O político falou ainda da necessidade dos ajustes na localização de algumas obras do PIIM, pois muitas ficam distantes de um distrito do outro, situação que cria transtornos no acesso aos serviços, fazendo com que as pessoas percorram grandes distâncias para ter assistência médica e acesso a escola.

O primeiro secretário referiu-se também sobre a importância de se inverter o domínio dos PT´s (Postos de transformação) sob responsabilidade de privados no Belas, que criam muitos transtornos na distribuição da electricidade à população, com preços altos nos contratos e nas cobranças.

Bento Bento apelou aos responsáveis da ENDE para negociarem com os donos dos PT´s de modos a rever a situação e expandir os seus serviços em toda extensão do município.

Quanto a distribuição de àgua, o responsável do partido em Luanda apelou a EPAL que utilize outros métodos para fazer chegar a água às populações e deu como exemplo os chafarizes, já que a empresa tem
dificuldades na extensão dos projectos e ligações domiciliares.

Neste primeiro dia de visita de campo, o primeiro secretário do MPLA em Luanda ouviu as preocupações dos militantes e passou pelo Comité do distrito urbano do Kilamba, no Cap7.

O trabalho de Bento Bento prossegue no sábado no bairro Vila Flor e vai reunir-se com os membros da OMA, JMPLA e outros militantes da centralidade do Kilamba.

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up