Sexta, 18 de Junho de 2021
Follow Us

Sábado, 08 Mai 2021 21:09

UNITA lamenta morte de Raul Danda, “valioso e distinto servidor de Angola”

O grupo parlamentar da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA) lamentou hoje a morte do político angolano Raul Danda, deputado do partido, que fica sem “um valioso e distinto servidor de Angola”.

“De trato fácil e sempre disposto a servir, colocou-se sempre à disposição para qualquer solicitação do grupo parlamentar, para o cumprimento de tarefas de programação, no contacto com os cidadãos e no apoio moral e material aos que dele precisassem, apesar da acumulação de funções de primeiro-ministro do Governo Sombra da UNITA, pelo que a sua morte retira do nosso seio um valioso e distinto servidor de Angola”, destacou, em comunicado fúnebre.

A UNITA recebeu “com profunda dor e consternação” a notícia da morte “prematura e traiçoeira” de Raul Danda, vítima de doença, aos 63 anos, lembrando o percurso e as características do antigo vice-presidente do partido angolano, o maior na oposição, e presidente do grupo parlamentar do seu partido.

“Foi um quadro exemplar, patriota destemido, poliglota, homem de letras, de cultura e de arte, mobilizador e defensor acérrimo dos menos equipados e da identidade angolana e africana, tendo servido com brio e dedicação as tarefas incumbidas”, expressou.

Raul Danda “inspirou várias gerações no partido e na sociedade, pela sua dedicação às causas em que acreditou, pelas suas contundentes e bem fundadas intervenções nos debates parlamentares e demais espaços públicos, sempre acompanhadas de um ditado em Ibinda, sua língua materna”, frisou ainda o grupo parlamentar da UNITA.

A nota é concluída com o envio, “nesta hora de dor e de luto” dos “mais sentidos pêsames” à família enlutada, “em nome dos seus deputados, assessores e funcionários”, informando que “o programa das exéquias será tornado público oportunamente”.

A morte de Raul Danda foi confirmada pelo deputado da UNITA Nelito Ekuikui, que, em declarações à rádio pública angolana, "lamentou a perda de um grande filho de Angola".

"O país perdeu um grande quadro, um grande filho que soube estar à altura dos desafios que lhe eram colocados à sua frente. Estamos todos chocados", lamentou Nelito Ekuikui, também secretário provincial da UNITA em Luanda.

O político, natural da província angolana de Cabinda, nasceu em 13 de novembro de 1957 e foi igualmente locutor da rádio Vorgan, antiga emissora da UNITA, da Rádio Nacional de Angola (RNA), professor e ator.

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up