Segunda, 17 de Mai de 2021
Follow Us

Sábado, 13 Março 2021 17:02

Archer Mangueira lançou primeira pedra à projectos milionários no Namibe que obras não arrancam

O Governador da província do Namibe, Archer Mangueira, fez o lançamento da primeira pedra para a construção e requalificação das estradas da cidade de Moçâmedes e Tômbwa, há quase um mês e, até a data presente não há máquinas no terreno a executar obras.

De acordo com o deputado à Assembleia Nacional, Sampaio Mucanda, quando se fala da governação teatral na província do Namibe e do turismo governamental (supostas vistas de constatação do governador aos municípios), bajuladores do regime a nível local rotulam-os de radicais.

"Muitos bairros da cidade de Moçâmedes, têm sérios problemas de saneamento básico, falta ou constantes falhas de água, falta ou constantes falhas de energia, etc", denunciou.

Quanto ao problema da construção e requalificação das estradas da cidade de Moçâmedes e Tômbwa, disse que, normalmente, a ideia que se tem é que após o lançamento da primeira pedra seguir-se-ia, automaticamente, o arranque das obras, mas infelizmente, parece que foi apenas um lançamento de fogo de artifício.

Na ocasião, Mucanda fez saber que o Governo Provincial do Namibe, no âmbito do Programa Integrado de Intervenção Municipal (PIIM), vai permitir construir e requalificar 100 kms de estradas e travessas que compõem a malha rodoviária da cidade de Moçâmedes e Tômbwa.

O projecto em referência é orçado em 7.744.287.747.00 Akz (sete mil, setecentos e quarenta e quatro milhões, duzentos e oitenta e sete mil, setecentos e quarenta e sete kwanzas), projecto que contempla a construção e requalificação de arruamentos nos Bairros 5 de Abril, Juventude (Saco-mar), Valódia, Saidy Mingas II e Casco Urbano, num prazo de 12 meses, a cargo da empresa Status LD.

Contempla ainda a concepção e construção do aterro sanitário no município de Moçâmedes, a cargo da empresa Tuamutunga, orçado em 1.123.200.000.00 Akz (mil cento e vinte e três milhões e duzentos mil kwanzas) tendo um prazo de execução de 12 meses, igualmente.

O governo local, tem ainda o projecto de instalação do sistema de captação e distribuição de água no Bairro Bela Vista, em Moçâmedes, está a cargo da empresa Sela Grup, cujo orçamento é avaliado em 772.000.000,00 Akz (Setecentos e setenta e dois milhões de kwanzas).

A governação de Archer Mangueira, segundo o deputado, precisa de ser pragmática, pois palavras sem obras é como tiros sem balas.

"Doa a quem doer, nós não nos calaremos diante da governação teatral que tanto prejudica as populações a nível local", considerou.

Portanto, apelou, haja pragmatismo ou concatenação entre as palavras e os actos e respeito pelas populações. "Chega de brincadeira nesta província".

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up