Sábado, 20 de Abril de 2024
Follow Us

Sábado, 10 Outubro 2020 11:13

«Plano secreto do MPLA» na imprensa provoca reunião restrita

A notícia que o Novo Jornal divulgou na sua última edição, que dá conta da existência de um "Plano do MPLA" para a permanência no poder, vigiando Adalberto e descartando Chivukuvuku, está a gerar polémica nas hostes dos "camaradas".

UNITA considera perigo para a estabilidade política e social «Plano Secreto do MPLA» de vigiar Adalberto, enquanto «camaradas» contactados pelo NJ se remeteram ao silêncio.

Segundo uma fonte do partido no poder, desde o momento em que a notícia foi tornada pública, sexta-feira, 02, o assunto gerado alguma moça, tonando-se, deste modo, o centro dos debates nos corredores da sede do " Kremlin ", antecedidos de uma onda de telefonemas entre os altos dirigentes.

A fonte revelou que o assunto provocou a realização, na manhã desta segunda-feira, 05, de uma reunião de um grupo restrito, na qual participaram altos responsáveis ​​do MPLA, com destaque para o secretário-geral, Paulo Pombolo.

Dentre vários assuntos que estiveram a ser apreciados, acrescentou a fonte, a questão do vazamento do documento sobre o plano de "asfixiar" a também mereceu atenção e abordagem dos membros presentes.

"É preciso que haja disciplina e cuidado com os documentos confidenciais da estratégia do partido. Precisamos de identificar os camaradas que vazaram uma informação", detalhou a fonte, referindo-se às declarações de um alto responsável que tomou uma palavra durante o encontro.

Há quase uma semana, o NJ tem tentado contactar o secretário para a informação do MPLA, Albino Carlos, mas o mesmo não atende aos telefonemas. Também mantém contato com Paulo Pombolo, porém sem sucesso.

Em contrapartida, a reação do maior partido na bênção não se esperar esperar. O Comité Permanente da Comissão Política da UNITA analisou o assunto e considerou o referido "Plano do MPLA" um perigo à estabilidade política e social.

Rate this item
(0 votes)