Terça, 02 de Março de 2021
Follow Us

Terça, 19 Janeiro 2021 14:28

A tremenda facilidade da autodestruição do MPLA, por parte do seu presidente, João Lourenço

Nunca, em nenhuma parte do planeta, em condições normais, um pai ou uma mãe, hajam enviado seu próprio filho/filha, para as masmorras, sempre e quando haja cometido alguma falta, em lugar de protege-lo

Com pragmatismo de alguma forma e ou, encontrar um bom advogado, com vista se calhar até de se buscar outro/outros culpados, mesmo que sejam (inventados), por aí pelos advogados, para os que filhos de determinados pais, nunca chegam a ser achados culpados.

Contraria/paradoxalmente, foi e só tem sido em Angola, onde temos visto o ditador Angolano, João Manuel Gonçalves Lourenço (JLO) o único que desavisada/inocentemente quiz enganar os Angolanos, a África e ao mundo livre, de o Jacaré, afinal poderia virar de graça um vegetariano.

JLO, para consolidar o seu poder ao ser deixado aí de mão beijada, pela inocência do ex-presidente José Eduardo dos Santos (JES), de cujo o tiro lhe sairia pela culatra, o actual ditador do problema Angolano, avisou a tudo e a todos, de que iria desencadear uma luta contra a corrupção sem quartel, dentro do seu próprio partido, que curiosamente o único que nos tem (des)governado nos últimos 46 anos.

Logo, como consequência é MPLA, que tem sido, só ele, o principal responsável dos assaltos vergonhosamente nojentos e brutais, dos dinheiros de Angola e por via disso foi o MPLA, que em nome da construção de uma chamada sociedade nova (Marxismo Leninismo),

os do MPLA, primeiro destruíram o que restava da colonização Portuguesa, do ponto de vista do tecido infraestrutura, humano, etc., porém como os do MPLA, desconseguiram construir o comunismo confessado em Angola, razão pela qual mergulharam a nossa terra na actual desgraça nacional.

Porém JLO, no início da sua governação,  ao pretender combater seus próprios correligionários, do partido das roubalheiras, ninguém nos do MPLA avisou ao JLO, o facto de um eventual combate interno da corrupção, entre os do MPLA, contra os do MPLA, resultaria na fácil e rápida decadência vertiginosamente penosa do MPLA, e dos do MPLA.

Logo JLO, ao ser ele próprio, apanhado a usar o seu diretor do gabinete Sr, Edeltrudes Fernandes Mauricio da Costa (EC), que costuma ter o habito, de depositar milhões de dólares Norte Americanos, roubados de Angola e depositados em Bancos Portugueses, e que estão sendo usados para compra de luxuosas mansões etc.

Luta contra a corrupção essa, que JLO, a transformou numa seleção de pessoas, ontem ligadas antigo presidente JES e ou aqueles que no passado tiveram desavenças com o actual dono disto tudo JLO.

Como consequência o MPLA, ficou verdadeiramente manchado, enfraquecido e corre até mesmo o risco da sua extinção com o tempo, tal como ocorreu com o movimento Popular da revolução, do ex-ditador do Mobutu Seseseku do Ex Leopoddville, actual República Democrática do Congo, se os do MPLA nunca despertarem com vista a que no congresso MPLA JLO seja enviado para olho da rua.

Por Orlando Fonseca

Miami Sul da Flórida / USA

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up