Sábado, 18 de Mai de 2024
Follow Us
Destaque

Destaque (703)

O Presidente angolano, João Lourenço, considerou hoje que as dificuldades ainda sentidas pelos angolanos não se comparam às vividas no período da guerra, sublinhando que o Governo está a criar condições para reduzir as desigualdades e grandes carências.

Centrais sindicais angolanos e Governo continuam sem acordo sobre aumentos do salário mínimo e dos funcionários públicos, disse hoje à Lusa o porta-voz dos sindicalistas após a primeira reunião realizada depois da primeira fase de uma greve geral.

O Ministério Público de Portugal (MP) está a investigar um ex-administrador da Sonangol, Luís Ferreira do Nascimento José Maria por suspeita de lavagem de dinheiro, em Portugal. Está na origem desta suspeita alegadas comissões indevidas num negócio entre uma empresa aérea da Sonangol e a TAP.

O secretário do MPLA na província angolana do Cuanza Sul disse que se um dia a UNITA for Governo os roubos ao erário público serão superiores aos que o MPLA está a combater, noticiou hoje a imprensa angolana.

Formações políticas e organizações da sociedade civil produziram "memorando jurídico" sobre ocupação ilegal de terrenos e mercados privados na capital do País. Documento segue, nos próximos dias, para a Presidência da República e para a Assembleia Nacional.

O grupo parlamentar da UNITA congratulou-se hoje com a aprovação das propostas de leis autárquicas no Conselho de Ministros de quarta-feira, apelando à participçao da sociedade civil na discussão pública.

O antigo governador da província da Lunda-Sul, Ernesto Kiteculo, foi condenado, esta quarta-feira, a cinco anos de prisão e um mês, pelo Tribunal Supremo.

O jornalista e ativista angolano Rafael Marques considerou hoje “uma vergonha” o Governo angolano permitir a manutenção de símbolos do fascismo e requereu a mudança de designação das ruas Salazar e Marcelo Caetano, na província do Bié.

A União das Cooperativas e Associações de Taxistas e Mototaxistas de Luanda está a negociar com as autoridades o aumento para o dobro da tarifa de táxi, atualmente fixada em 150 kwanzas (0,16 euros), informou hoje o seu presidente.

Os sindicatos dizem estar disponíveis para dialogar com o Governo e ameaçam avançar para uma segunda greve geral entre os dias 22 e 30 de abril.

Página 3 de 51