Quarta, 30 de Novembro de 2022
Follow Us

Sexta, 15 Abril 2022 20:09

Banco britânico Standard Chartered anuncia saída do mercado angolano

O Standard Chartered Bank — instituição financeira britânica com sede em Londres, com operações em mais de 70 países, com uma rede de mais de 1.700 agências e empregando 73 mil pessoas — anunciou, nesta quinta-feira, 14, que vai diminuir a sua presença em África e no Médio Oriente, com o objectivo de reduzir custos e concentrar-se em mercados mais lucrativos.

O banco britânico vai sair, integralmente, de Angola, Camarões, Gâmbia, Jordânia, Líbano, Serra Leoa e Zimbabwe. Mas, não fica só por aí, porque o Standard Chartered Bank vai, igualmente, encerrar as suas operações de banco de varejo — banco comercial que realiza transacções diretamente com os consumidores (pessoas físicas) e não com empresas ou outros bancos — na Tanzânia e Costa do Marfim, para se concentrar exclusivamente no banco corporativo.

O banco britânico abriu o seu escritório de representação em Luanda em Janeiro de 2010 – com a missão de apoiar os vários segmentos de negócios em rápido crescimento, com ênfase para os sectores financeiros e petrolíferos.

A medida marca uma grande mudança para o Standard Chartered, que está entre os maiores credores europeus a investir na região nos últimos anos, num momento em que os seus congéneres estão a retirar-se.

Citada pela Reuters, o banco reporta que os cortes vão permitir que se concentre em “economias maiores e de crescimento mais rápido na região”, como a Arábia Saudita, onde abriu a sua primeira filial, e o Egipto.

Os mercados que vão ser encerrados, acrescenta o banco, geraram cerca de 1% da receita total em 2021 e uma proporção semelhante do lucro antes dos impostos.

O Standard Chartered Bank esteve sempre ligado a serviços de produtos offshore, incluindo a dívida sindicalizada, financiamento da ECA, operações de câmbio, financiamento de exportação, gestão de liquidez, entre outros.  Isto É Notícia 

Rate this item
(0 votes)