Quarta, 06 de Julho de 2022
Follow Us

Quarta, 16 Fevereiro 2022 18:13

Residências ocupadas por dirigentes do MPLA e do governo do Namibe estão abandonadas

O Deputado à Assembleia Nacional, Sampaio Mucanda, convidou o Governador do Archer Mangueira para visitar casas ocupadas e não habitadas pelos altos dirigentes do MPLA e do governo a nível local e central, na centralidade do 5 de Abril e da Praia Amélia que são vandalizadas, transformadas em prostíbulos e esconderijos de bandidos.

"Fui à Marginal de Moçâmedes para efectuar as minhas leituras como é habitual, usufruindo também brisa do mar. Posto no local deparei-me com os dois grandes Activistas Cívicos: Edson Kamalanga e Francisco Silepo Tchimbwa, eles interromperam a minha agenda e convidaram-me para visitar as casas nas duas centralidades que estavam a ser vandalizadas", relatou.

Ainda em declarações, confessou que não fazia a mínima ideia que aquilo seria possível acontecer numa cidade onde funcionários públicos e não só, necessitam de casas, pois que infelizmente altos dirigentes do MPLA e governo a nível local e central ocuparam-nas e não as habitam.

Lamentavelmente, afirmou, são vandalizadas, transformadas em prostíbulos e esconderijos de meliantes que assaltam residências e assassinam cidadãos em diversos bairros da cidade de Moçâmedes.

"Sinceramente é muito triste e vergonhoso o que vi ontem através do activismo investigativo dos bravos e patrióticos jovens Edson Kamalanga e Francisco Tchimbwa", lamentou.

O parlamentar adiantou que, anualmente aprova-se o Orçamento Geral do Estado (OGE) e uma parte desta verba é destinada para a construção de centralidades em diversas províncias do nosso País, assegurando que essas casas são construídas com o propósito de beneficiar os cidadãos, que desejam ter casa própria, mas infelizmente chefes as ocupam e não as habitam, anulando assim o sonho do "simples cidadão" ter casa a própria.

Assim, recomendou ao Governo Provincial do Namibe, a PGR, SIC, IGAE, SINSE (SINFO) a fazer um inquérito sobre essa denúncia, no sentido de responsalizar civil e criminalmente os altos dirigentes do governo e do partido que vierem a ser acusados nesse processo, observando que é preciso combater, severamente, esses tipos de comportamentos, que servem de obstáculos na realização do bem comum.

"Ora, diante dessa situação horripilante, autêntica falta de respeito aos cidadãos e violação dos direitos humanos, falta de sensibilidade humana e sentido patriótico, os namibenses prejudicados não deviam encarar isso de ânimo leve, pois, dizia Martin Luther King: "Quem aceita o mal sem protestar, coopera com ele", acrescenta ainda que: "Nossas vidas começam a terminar no dia em que permanecemos em silêncio sobre as coisas que importam". No mesmo diapasão Desmond Tutu defendia que: "Se você fica neutro em situações de injustiça, você escolhe o lado do opressor." Fim da citação", conforme o deputado Sampaio Mucanda.

Na mesma denúncia, Sampaio defendeu que é igualmente necessário combater essa rede de máfia que se apossa dos bens públicos relegando os sem padrinhos na cozinha para o segundo plano. "Essa máfia adquire casas em nome da esposa, filhos, netos, bisnetos e tanto mais".

Prometeu por isso que, se os cidadãos prejudicados nesse processo de aquisição de casas nas duas centralidades pretenderem realizar a manifestação, sendo um direito constitucional, para exigir a realização de um inquérito e a desapropriação das casas dos chefes para serem distribuídas aos "simples cidadãos", estará presente no acto.

Chega de brincadeira nessa província.

Outrossim, ressaltou, esse assunto terá ser levado e analisado a nível da Assembleia Nacional onde é discutido e aprovado o OGE, que constrói casas para serem ocupadas pelos chefes que não habitam nelas.

No entanto, parabenizou todos os Activistas Cívicos do Namibe, em particular ao Edson Kamalanga, Francisco Tchimbwa, Oséias Caxinde (Waydombinda Cikale) pelo grande trabalho de "activismo investigativo" que têm feito em prol da província e da região Sul, sem esquecer (o nosso kota) Armando José Chicoca, Jornalista e defensor dos Direitos Humanos.

Rate this item
(1 Vote)