Segunda, 15 de Julho de 2024
Follow Us

Quarta, 19 Junho 2024 12:01

Produtos nacionais a grosso mais caros do que os importados

Índice de Preços Grossista registou uma variação mensal, no período de Abril a Maio, de 2,18%, sendo 0,84 ponto percentual inferior à registada no período anterior e 0,92 ponto percentual superior em relação à do mesmo mês do ano passado.

A variação homóloga situou-se em 35,78%, inscrevendo um aumento de 20,78 pontos percentuais comparativamente à observada em igual período do ano anterior.

Segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), os preços dos produtos nacionais são os que mais contribuíram para o aumento do preço grossista, com uma diferença de 1,13 pontos percentuais daqueles que são adquiridos no exterior e exigem mais esforço para obtenção de divisas.

Os preços dos produtos nacionais aumentaram 3,01% de Abril a Maio. As pescas registaram o maior aumento de preços com 3,07%. Os produtos que tiveram maior variação de preços foram os peixes frescos, como carapau com 3,75%, cachucho com 3,67%, corvina com 2,98%, pescada com 2,38%, linguado com 2,20%, espada com 2,03%, garoupa com 1,57% e sardinha com 0,92%.

Já os preços dos produtos importados tiveram um aumento de 1,88% em relação ao mês anterior, influenciado pela variação de preços verificada na indústria trans- formadora com 1,79%.

Os produtos que mais aumentaram de preços foram o óleo de soja com 4,71%, massa alimentícia com 4,62%, óleo de palma com 4,48%, leite em pó com 4,40%, fuba de milho com 4,36%, carapau congelado com 4,33%, farinha de trigo com 4,14%, chouriço com 4,03%, manteiga com 3,99%, pão com 3,91%, atum com 3,79%, carne de vaca com 3,68%, carne de porco com 3,67%, azeite de oliveira com 3,53%, óleo de girassol com 3,52%, tomate pelado com 3,47%, sardinha com 3,39%, iogurte com 3,10%, queijo com 2,84% e gin com 2,79%. Valor Económico

Rate this item
(0 votes)