Terça, 09 de Agosto de 2022
Follow Us

Quinta, 17 Fevereiro 2022 16:01

Sonangol confirma existir gás doméstico mas Luanda regista escassez há semanas

A Unidade de Negócio de Gás e Energias Renováveis da estatal petrolífera angolana, Sonangol, garantiu, nesta segunda-feira, 14 de fevereiro que o país tem disponibilidade de gás para atender à demanda do mercado nacional.

Em comunicado de imprensa que Angola24horas teve acesso, a Sonangol trouxe ao conhecimento público tais esclarecimentos, devido ao registo, ainda em Luanda, de um aumento considerável da procura do produto.

Após tal ocorrência, a Sonangol garantiu ter a situação controlada, com o reforço das operações de enchimento e distribuição, assegurando grandes quantidades, sobretudo suficientes para a reposição da normalidade.

Na ocasião, a Sonangol informou que, do ponto de vista operacional, foi feita a interligação de uma nova unidade de armazenagem ao sistema de produção, sem a necessidade de interrupção da produção, dada a disponibilidade dos reservatórios intermédios e o recurso ao gás proveniente da Refinaria de Luanda.

Assim, a Unidade de Gás apela à calma e recomenda à população a não aderir à compra a preços especulativos, muito menos em revendedores não licenciados para a devida comercialização de gás butano.

Relatos dão conta que, no centro da cidade capital, uma garrafa de gás de 12 quilogramas estava a ser revendida no valor de 3.500 kwanzas contra os 2000 kwanzas anteriores.

Enquanto isso, o posto de abastecimento do Futungo, município de Talatona, continua a registar uma enchente de utentes que "lutam" pelas garrafas disponíveis ao preço de 1.200 kwanzas, numa altura em que, no mesmo ponto, os revendedores vendiam cada garrafa de 12 quilogramas, por 2. 500 kwanzas.

 

Rate this item
(0 votes)