Sexta, 18 de Junho de 2021
Follow Us

Quarta, 28 Abril 2021 13:49

Carta rogatória entregue por Portugal a PGR Angolana detalha todos os negócios de Isabel dos Santos na Sonangol

Funcionário da PGR levou mais de 20 volumes. Angola admite colaboração com Portugal em vários casos.

carta rogatória entregue por Portugal a um funcionário da PGR Angolana, que se deslocou de propósito este mês ao nosso país, tinha mais de 20 volumes. Às mais de sete mil páginas do relatório juntaram-se outros tantos apensos com informação bancária e de outra natureza.

Naquela informação encontram-se discriminados, entre outros elementos, dezenas de negócios realizados pela petrolífera Sonangol com centenas de empresas, durante o tempo em que Isabel dos Santos liderou a companhia (junho de 2016 a novembro de 2017). O rasto do dinheiro está todo documentado, bem como os titulares das contas bancárias que foram utilizadas. Mais, a informação que foi recolhida contém ainda elementos de outras jurisdições estrangeiras onde são nomeados cidadãos angolanos.

Esta terça-feira, o procurador-geral de Angola, Hélder Pitta Grós, negou ter recebido qualquer informação de Portugal sobre as fortunas angolanas, mas admitiu que a PGR angolana "tem tido cooperação e colaboração pontual com as autoridades portuguesas em processos específicos". Em reação à notícia publicada pelo CM sobre a entrega da lista das fortunas angolanas, Susana Coroado, presidente da Transparência e Integridade - Portugal afirmou: "É um sinal encorajador que indica existir vontade dos dois países em cooperar no domínio da Justiça." CM

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up