Terça, 04 de Outubro de 2022
Follow Us

Quinta, 04 Agosto 2022 11:01

Eleições 2022: FLEC deseja que o povo se liberte da ditadura e oligarquia do MPLA

A Frente de Libertação do Estado de Cabinda (FLEC) desejou ao povo angolano que nas eleições do próximo dia 24 se liberte da ditadura e oligarquia do Movimento Popular para a Libertação de Angola (MPLA) e apelou ao boicote no enclave.

Recordando que o compromisso da FLEC é “levar à independência o território de Cabinda e forçar, pela via do diálogo ou das armas, a descolonização” do enclave, a direção do movimento salientou, em comunicado, que “as eleições que vão decorrer em Angola, o país que ocupa Cabinda, não são eleições cabindesas”.

“Participar em Cabinda em eleições angolanas é colaborar com a sangrenta ocupação de Cabinda, humilhar os nossos mártires e os nossos mais velhos, mas também hipotecar o futuro político de Cabinda”, lê-se no comunicado do movimento independentista.

E prossegue: “A direção política da FLEC-FAC apenas deseja ao povo angolano que se liberte através das suas eleições da ditadura do MPLA e toda a oligarquia do MPLA que estrangula o povo angolano desde a independência de Angola”.

As eleições gerais em Angola realizam-se no dia 24 de agosto, às quais concorrem oito forças políticas, com a UNITA e o MPLA como principais adversários.

Rate this item
(0 votes)