Sábado, 25 de Setembro de 2021
Follow Us

Sexta, 21 Mai 2021 00:55

UNITA diz que não vai permitir que o MPLA continue a estragar o seu trabalho

Um grupo de jovens ligados à UNITA, principal partido da oposição em Angola, invadiu nesta quinta-feira 20, um hotel em Viena para impedir a realização de uma conferência de imprensa de um antigo secretário municipal da localidade que visava anunciar o seu abandono do partido e criticar o líder Adalberto Costa Júnior.

Os militantes do partido do “galo negro” dizem que não vão permitir que estes actos aconteçam e o secretário provincial, Nelito Ekuikui, aponta o dedo ao MPLA.

A invasão aconteceu quando o antigo secretário municipal da UNITA em Viana, Daniel Mario Njaulo, com mais alguns jovens equipados com vestes do partido encontravam-se a dar uma conferência de imprensa em que atiraram farpas ao líder da UNITA Adalberto Costa Júnior.

Sávio Nhany, secretário municipal da Juventude da UNITA em Viana, presente no local, disse não ter identificado “nenhum dos que estavam aí como militantes da UNITA”.

“Eles pegaram o mais velho Njaulo e lhe meteram numa cadeira com jovens que são mesmo do MPLA e nós invadimos o hotel para impedir a realização da conferencia de imprensa”, relatou Nhany.

O secretário provincial da UNITA, Nelito Ekuikui, por seu lado, disse à VOA que a atitude dos seus militantes é legítima uma vez que estas conferências têm manchado o trabalho que vem sendo feito na província de Luanda.

“Os militantes da UNITA não vão permitir que se continue a estragar um trabalho que vem sendo feito pelos próprios militantes. Quem quer governar que governe, mas não corrompendo as pessoas porque o dinheiro que estão a pagar a estes senhores dava para resolver o problema da fome que o país vive”, afirmou o deputado.

A VOA contactou Bento Bento,1º secretário do MPLA em Luanda, assim como Rui Ferreira, porta-voz do MPLA, mas não reagiram.

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up