Sábado, 08 de Mai de 2021
Follow Us

Sábado, 13 Fevereiro 2021 19:13

Período eleitoral "força" João Lourenço a mexer no seu Gabinete e no MIREX

Algumas mexidas que se encontram sobre a mesa do Presidente da República, João Lourenço, particularmente a nível do seu próprio gabinete e do seu Cerimonial, confirmam a saída de Edeltrudes Costa, de Chefe do Gabinete do Presidente, passando para a Diplomacia.

Segundo uma fonte para Angola24Horas, alguns destes funcionários públicos, alegam que tudo é especulação, mas fontes fidedignas internas da Casa Civil (e no anonimato), confirmam que a qualquer momento o Presidente da República, vai operar as ingentes e necessárias mexidas, não só porque considera imperiosas, mas contando já com o período eleitoral.

Estão em cima da mesa para o substituir e então o PR está a estudar melhor a personalidade que o deverá/poderá substituir.

A mesma fonte adiantou que João Lourenço, ainda está a avaliar e a ponderar melhor, vir a chamar o Ex- Ministro das Relações Exteriores, vulgo "Nelito Babão" - Manuel Augusto para integrar o seu gabinete, pelas irresponsabilidades e enormes asneiras que cometeu no Mirex.

"Há uma corrente grande a nível do Bureau Político do Comité Central do MPLA, contra o Presidente da República, voltar a dar/chamar e entregar grandes responsabilidades a Manuel Augusto. Aliás, mesmo a nível de integrantes do próprio gabinete do PR desaprovam um desastre destes", revelou.

Confirma-se ainda que, o Presidente da República, também membros do seu gabinete e, igualmente a nível dos órgãos da Segurança do Estado, estão completamente desolados e até certo ponto indignados com o desempenho do actual Ministro das Relações Exteriores - Embaixador Téte António.

A este, consideram um excelente diplomata, que domina pontualmente vários assuntos da política internacional, cortês, modesto e humilde, mas que infelizmente não tem punho no MIREX.

É muito lento, dizem ainda, em algumas das decisões que por vezes tem que tomar, é muito medroso nas suas decisões, etc. Fez nomeações absurdas - totalmente e simplesmente absurdas de Directores, começando pelo seu Secretário Geral, o Embaixador Alfredo Dombe, que todos dizem que é também muito lento na tomada de decisões que por vezes nem carecem de grandes pareceres e/ou análises.

"Isto, para não falar da aberrante nomeação da Director da Direcção dos Recursos Humanos (talvez o coração do Mirex) - "Embaixadora" Elsa Antónia Roque Caposso Vicente, que sempre foi Técnica do Ministério das Telecomunicações e que em determinado momento da vida do Mirex, foi chamada a prestar a sua colaboração na Direcção das Telecomunicações e por lá ficou, começando por afastar o Director que lá estava na altura e, por incrível que possa parecer a todos os Quadros do Mirex, chegou a ser nomeada Directora dessa importante Direcção e mais tarde lhe foi atribuída a categoria de Embaixadora (...sic...)", observou.

Ao invés de ter chamado essa Sra. para esse lugar, que de Recursos Humanos nada, absolutamente nada ela percebe e conhece, alguns Quadros do Mirex perguntam se não teria sido mais exequível, ter chamado ou fazer regressar o Embaixador Mateus de Sá Miranda, que se encontra como Cônsul Geral no Rio de Janeiro, e que mesmo com todos os atropelos (dizem que não foram poucos) que ele cometeu nessa Direcção ao tempo em que lá foi Director, hoje faria melhor serviço do que a Sra. Elsa Caposso?

Foi buscar na Etiópia, onde se encontrava em Comissão Ordinária de Serviço como Conselheira, Sra. Maria Filomena do Rosário Neto António (fraco Quadro Diplomático) para Directora Geral Adjunta do Instituto das Comunidades Angolanas no Exterior e Serviços Consulares, quando nesse Instituto lá se encontra já a algum tempo, por exemplo, a Dra. Olga da Paixão Franco, Quadro Diplomático bastante competente e capacitada que suporta de longe e com muito mais competência, do que essa nova Director Geral Adjunta.

Foi nomear como seu Director de Gabinete um antigo Quadro do Mirex, o Embaixador Colense Sebastião de Sousa, que em vez de ajudar o próprio Ministro nos pareceres e decisões que o Ministro deve tomar, apenas o atrapalha mais, escondendo e perdendo permanentemente documentos.

"Nomeou a sua própria Esposa, que nem Quadro do Mirex é, como Directora Adjunta do seu Gabinete, Sra. Albertina da Glória Chissenda Cassule Castellana (é Quadro do Ministério do Comércio e, entretanto, em determinada altura de uma grande reunião da SADCC presidida pelo Mirex integrou uma das Comissões, tomou-lhe o gosto e por lá ficou. Hoje, seu Esposo é o Ministro e atribui-lhe essa função", denunciou a fonte.

Enfim, acrescentou também, o Embaixador Téte, de quem gostamos imenso, decepcionou a todos os Quadros do Mirex com algumas das nomeações que fez e hoje estamos a constatar em que letargia se encontra esse grande e digno Departamento Ministerial.

Fontes internas, asseguram que deve ser imediatamente substituído e voltando para uma Embaixada e/ou para Conselheiro/Assessor do Presidente da República, mas coadjuvando o Secretário de João Lourenço para os Assuntos Diplomáticos e de Cooperação Internacional, Sr. Embaixador Victor Lima.

"Diga-se de passagem que por muito boa vontade que o Embaixador Victor Lima tenha em "ajudar" o Mirex a melhorar, esbarra-se no medo e na lentidão do Embaixador Téte António. Isto, temo-lo visto naturalmente", conforme as fontes.

Importa realçar que, sobre um eventual futuro Ministro das Relações Exteriores, augura-se ou se especula actualmente que possa ser o Sr. Sebastião da Silva Izata, actualmente Presidente da Comissão do Direito Internacional da União Africana, visto que, poucos se lembram que há anos foi Vice Ministro das Relações Exteriores, embora este, numa deslocação em missão de serviço como Vice Ministro, foi à África do Sul e, simplesmente  abandonou o cargo, ficando por lá e só posteriormente é que enviou uma carta ao Chefe do Governo dizendo que estava a fazer um curso/ estudar, o se questiona se é normal e ético.

Neste caso, a fonte recordou que, pela legislação, todo e qualquer um que abandone o serviço público sem qualquer satisfação, jamais o poderá reintegrar, perguntando, pois, como é que este excelente Quadro foi proposto pelo Governo angolano para um cargo na União Africana, além de considerar que, situação do género infelizmente só pode acontecer em Angola.

Porém, apelou, temos que admitir essa mancha que ele carrega ao ter abandonado um cargo no governo e só posteriormente informou que ficaria pela África do Sul dedicando á academia.

Outro Quadro de quem se fala muito para eventualmente vir a substituir o actual Ministro Embaixador Téte, e que há muito tempo se tem feito ao cargo, é a Embaixadora e actual Deputada Josefina Perpétua Peres Domingos Pitra Diakité, antigo Quadro do Mirex que como Embaixadora já teve passagens por alguns países, como Suécia, Estados Unidos da América (onde, diga-se de passagem, que não teve um bom desempenho nem uma boa gestão), e África do Sul.

Actualmente, na qualidade de Deputada, é a Presidente da 3ª Comissão da Assembleia Nacional, que trata de questões sobre Relações Exteriores, Cooperação Internacional e Comunidades Angolanas no Estrangeiro. "Está muito bem onde está".

Fazendo referência de factos ligeiros, sugeriu que, se de algum modo o Ministério das Relações Exteriores tenha um melhor desempenho, tem de mudar a sua imagem e, obviamente as Embaixadas e Consulados Gerais, devem de imediato ser exonerados os dois actuais Secretários de Estado que só lá se encontram a decorar o edifício, e nomear um Ministro, conhecedor da matéria, dedicado, dinâmico, educado, cortês e sobretudo com pulso (um bocado tipo o falecido Ministro Venâncio de Moura).

Falando sobre os actuais problemas a nível do Cerimonial do Presidente da República, declarou ser um facto visto e mais do que consumado que aqueles Serviços estão pura e simplesmente de "patas para o ar" (técnica, organizativa e disciplinarmente), não só em relação ao actual Director e seu Adjunto, Srs. Bartolomeu Nunes (que admitiu os seus filhos e outros familiares naquele órgão) como ao seu Adjunto Jorge Silveira, "que não tem foco muito menos experiência na matéria".

Continua-se a falar muito, que seria desejável e oportuno o João Lourenço nomear dois novos Directores, sendo que o Director poderia ser talvez um Embaixador de carreira, bem dotado, educado, modesto, humilde, e com experiência já demonstrada assim como com dados já bem dotados para o cargo (acreditamos que no Mirex exista algum e para já poderemos destacar o Embaixador Luís Galliano - que foi Cônsul Geral no Algarve).

Este por exemplo, adiantou igualmente, deve ter como adjunto aquele que por lá já passou, Sr. Alexandre Andrade, Quadro Diplomático que se encontra actualmente no Rio de Janeiro, que é um Quadro que tem experiência, é ponderado, dinâmico, de fácil trato, tem presença, ética, educado, cortês, disciplinado e acima de tudo muito organizado (Isto pelo que muita gente nos indica - tanto no Mirex, como acima de tudo a nível do próprio gabinete do PR).

"E para além disso, temos que destacar que na altura desses dois Directores, estávamos no período de Partido único e foi no tempo deles que o País deu início às transformações exigidas e naturais para protocolarmente se passar a lidar com esse novo modelo de trabalho a nível protocolar", recordou, perguntando qual é a dificuldade de se efectuar uma operação destas.

Rate this item
(1 Vote)

Log in or Sign up