Sábado, 21 de Mai de 2022
Follow Us
Quarta, 11 Dezembro 2013 22:01

Carta aberta ao Presidente de Moçambique

Senhor Presidente, você está fora de controlo. Depois de ter gasto um mandato inteiro a inventar insultos para quem quer que seja que tenha ideias sobre os problemas nacionais, em vez de criar oportunidades para beneficiar da experiência e conhecimentos dessas pessoas, agora você acusou os media de serem culpados da crise política… nacional e mandou atacar as sedes políticas da Renamo.

Que Deve a Oposição ao regime de JES fazer, para derrubarem o monopólio dos meios de comunicação em Angola controlados pelos filhos do tirano?

Luanda - O ano de 2013 está práticamente ao fim, mas muitos assuntos ligados a nação que deviam ser do dominio público, não foram dados, mais uma vez, qualquer esclarecimento por parte do Governo do MPLA.

Percebe-se cada dia mais que todos precisamos fazer mais e melhor para Angola mudar de rumo, Angola está mesmo nas mãos de uma família de jacarés que se comporta estranhamente.

Segunda, 02 Dezembro 2013 19:46

O Jacaré Assassino

Aqueles que comandam o saque e o roubo em Angola, seus amigos e devotos seguidores, defensores ativos da pratica de assassinatos, nepotismo da corrupção e gatunos dedicados, estão completamente perdidos, agora sem alternativas que justifiquem os assassinatos do dia 23/11 de 2013, tentam agora vender a ideia disparatada de que o jovem militante da CASA-CE foi assassinado pela guarda real pretoriana do presidente Jacaré Eduardo dos Santos foi alvejado a tiro pela sua tropa especial por culpa da UNITA!

Namíbia, Windhoek -  Iraque e Síria partilham fronteira e feridas de guerra, abertas e em sangue. Os iraquianos fugiram para a Síria, agora os sírios fogem para o Iraque. Muitos cristãos desapareceram da região. Shlemon Warduni, nasceu em Mossul, a maior cidade do Norte Iraque, em 1943 Daniel Rocha .

Sexta-feira última no comentário que faço na Emissora Católica de Angola, comecei por lamentar/deplorar profundamente o assassinato do jovem Hilberto Ganga par o qual não consigo encontrar qualquer justificação possível ou plausível, ao mesmo tempo que questionei, o que raramente faço, alguns pronunciamentos de certos fazedores de opinião que só por muito pouco não felicitaram, com a abertura de garrafas de champanhe, a guarda presidencial pela tal “proeza

Artigo do director do Jornal de Angola Sob Titulo « oposição e a segurança nacional »

A Primavera Árabe começou na Tunísia com um simples incidente. Um vendedor de rua foi abatido pela polícia e a revolta popular espalhou-se.

Página 280 de 288