Terça, 22 de Junho de 2021
Follow Us

Domingo, 08 Dezembro 2013 15:06

Que deve a Oposição para derrubar o monopólio dos meios de comunicação?

Que Deve a Oposição ao regime de JES fazer, para derrubarem o monopólio dos meios de comunicação em Angola controlados pelos filhos do tirano?

A Actual situação de relutância, dos do MPLA-Jose Eduardo dos Santos, que se traduz no arrastamento dos pés, do seu regime, com vista a empatar, por todos os meios, o avanço da democracia em Angola, deve ser combatido energicamente, por todos os patriotas Angolanos, com vista a empurramos, o mais rapidamente possível, JES, e todos os seus seguidores, para o barco da democracia, em Angola.

A oposição política, ao regime do ditador de Luanda, deve para tal permanecer unida, persistente e verdadeiramente inteligente, com vista a encontrar, todos os meios pacíficos necessários, que visem o derrube desta tirania em Angola, salvando assim os povos, da nossa terra, incluindo o próprio MPLA, que se mantém também, verdadeiramente sequestrado por JES.

De facto, independentemente de JES, haver sequestrado todo erário publico de Angola, agora controlado pelo seu filho, Jose Filomeno de Sousa dos Santos, e pela sua filha bilionária, Isabel dos Santos, numa altura, em que todos os meios importantes, de comunica social de estado, incluindo as estações de televisão, a muito são contralados, por outros filhos do déspota.

Que deve esta oposição ao regime, de JES, fazer, para contrapor este imenso poder de intoxicao, que os filhos de JES, usam gratuitamente, dentro dos meios de comunicação do estado, que se supõe pertencem a todos os Angolanos?

A grande boa noticia para oposição em Angola, e que a maior parte da franja populacional Angolana, e constituída por jovens. Porem, estes,são muito mais propensos, a usar as redes sociais, uma vez que lhes sejam proporcionadas, as condições para o efeito.

Mas, eis aqui um grande exemplo:

O actual presidente, da Republica de Peru, Ollanta Omala, antigo guerrilheiro, do Movimento Armado Peruano, Sendero Luminoso, juntamente com o seu irmão, Antauro Omala, este ultimo anda preso, por haver cometido crimes de assassinatos.

Porem, Omala, antes de se haver candidatado, para presidência do seu pais, encabeçou um vasta campanha, em toda a Republica Peruana, campanha esta, que passou a chamar-se:" uma criança peruana um computador".

Como Resultado, a massificação do uso da internet, em toda a Republica Peruana, só veio a equilibrar, a propaganda enganosa, do que restava do Fujimorismo em Peru.

Logo, com o inicio da campanha eleitoral, das ultimas eleições presidências, em Peru, de cujo as sondagens, favoreciam grandemente, a oponente de Omala, Keko Fujimori, filha do ex-ditador Peruano, Alberto Fujimori.

Porem, a mensagem contundente e clara, passada pelas redes sociais em Peru, evitou o regresso do Fugimorysmo naquele pais, Sul Americano.

Como resultado, Keko, viria a perder as eleições.

E, Peru, se salvou dum outra eventual ditadura, naquele pais da America Latina, evitando ao mesmo tempo, o eventual indulto presidencial, que Keko certamente daria ao seu pai, Alberto Fujimori, que se encontra actualmente, numa prisão de luxo, em Peru, por haver cometidos vários crimes, durante o seu longo consulado ditatorial, naquele pais.

Voltando a vaca fria, esta oposição política ao regime de JES, tem agora nas suas mãos, a mesma oportunidade de ouro, que um dia Omala, aproveitou e bem no seu pais, de cujo os resultados, estão atrás bem espelhados.

Na verdade, hoje em dia, para quem compra vários contentores de computadores, aonde quer que seja, significaria imediatamente, o baixar do seu custo.

Angola, e um pais, que se da ao luxo, de comprar viaturas de marcas ocidentais, com valores exorbitantes.

Por isso, se supõe que esta oposição, em Angola, tenha condições para comprar, e ate se calhar distribuir, computadores a baixo custo e ou gratuitos, ao maior numero possível dos lares Angolanos.

Ao mesmo tempo, que esta oposição, pode e bem ajudar o pais, a massificar o uso da Internet. E, verão que os filhos de lares Angolanos, irão influenciar os seus pais, a terem que abandonar as mentiras, dos filhos de JES, ditas, pelos meios de comunicação sociais Brejnevistas.

Na verdade, as mensagens, do Maka Angola, do Angola 24 horas, do Ponto final, do Club-K  etc., chegarão rapidamente e em tempo real, ao Lar Angolano.

Já que, o futuro do verdadeiro exercício do quarto poder repousa, sem sombra para duvidas, nas novas tecnologias de informação, como sendo a internet.

Esta oposição ao regime de JES deve compreender, duma vez por todas, que o regime de JES, esta já a caminhar, sem eira, nem beira em Angola. Por isso, e que JES, usa a violência, em lugar de dialogar com os outros em Angola.

JES pensa, que se ele oferecer os passos de petróleo de graça, que estão sendo cada mais descobertos em Angola, a certos Círculos Ocidentais, o tirano, acha que se (salvara), de ser derrubado.

Mentira. São os Angolanos, que em ultima instancia, mandam na sua terra. Porque, se amanha mesmo JES, renunciar e ou for empurrado, a ter que abandonar a Cidade Alta, os que tem os seus interesses em Angola, nunca perderão, o que quer que seja.

Contrariamente, Quer os países Ocidentais, quanto os próprios Russos e Chinês, a muito andam preocupados, com a falta de clareza de JES, no que toca a sua sucessão.

Apesar de que, qualquer analista político avisado, poder ler o semblante de JES, que e o Zenu dos Santos, que e na verdade o verdadeiro substituto de seu pai, porem, JES, nunca se pronunciou publicamente, sobre se Zenu, e ou não e, o seu eventual sucessor.

Porem, a única certeza visível na Cidade Alta, e que Manuel Vicente, não passa dum (vice-presidente) reduzido, a um autentico pombo correio, Já que, sempre e quando JES se ausenta de Angola, o segundo homem forte de Angola, passa a ser, sem sombra para duvidas, o general Helder Vieira Dias Kopelipa.

Mas, voltando de novo ao tema, os do MPLA, JES, podem já estar no papo, sempre e quando esta oposição, seja capaz de ler, controlar e registar, todos os movimentos da tirania em Angola, que querem desesperadamente, outra vez, o regresso duma guerra estúpida em Angola.

Por isso, devemos todos, fazer tudo o que estiver ao nosso alcance, com vista à massificação das redes sociais em Angola, por nossa própria conta, contrapondo assim, a propaganda gratuita, feita pelo clã dos Santos, que usa e abusa dos meios de comunicação do estado, que se supõe e pertença, de todos os Angolanos.

Que Deus possa abençoar Angola e os Angolanos.

Orlando Fonseca

Analista Político

Miami Florida

U S A

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up