Domingo, 28 de Novembro de 2021
Follow Us

Sexta, 15 Outubro 2021 23:33

Ser adversário de João Lourenço dentro do MPLA é mesmo colocar a cabeça na guilhotina

Uma coisa vos garanto, se não é truque treinado, combinado e encomendado pelo próprio MPLA, para vender ilusões. Já que para isso os camaradas têm uma indústria altamente sofisticada, este nosso irmão e compatriota pode ter os dias contados.

Quem sabe mesmo até lhe mandam fazer uma viagem junto do diabo sem vontade, sem guia de marcha e nem assinatura se quer de Deus? Não tenho como não pensar desta maneira, pois desde o nascimento polémico do MPLA, na sua história só se conhecem casos destes.

Iniciados ainda no maqui onde uns poucos foram eliminados segundo historiadores de grande reputação. E factos nem por isso, desconhecidos por quem tem acompanhado a trajetória deste clube de amigos, conhecidos e familiares cruzados entre eles.

Claro que seria bom e até saudável para o bem da democracia dentro de um grupo muito esquisito de pessoas também esquisitas fora do comum. Em termos de comportamento, conduta e práticas onde a concorrência para eles raramente não significa afronta ou mesmo provocação.

E assim gastam logo grande parte do seu tempo estudando engenhocas em como se tirar o concorrente do caminho ainda mesmo que para isso, o tenham que eliminar. No caso deste senhor que não conheço e de quem nunca ouvi falar seu nome.

Não ser que tivesse um apelido ou alcunha já que naquele tempo nos conhecíamos mais assim, tirando os colegas de escola e amigos de infância, só tenho a dizer o seguinte:

Se foi mesmo decisão sua e não se trata de alguma jogada de fabrico nacional bem ao jeito da indústria de manipulações e venda de ilusões do MPLA. Assim já se queimou, vão lhe barrar, vão fabricar tudo e mais algumas coisas. Para que a sua candidatura não tenha pernas para andar e se insistir ainda vão acabar por lhe limpar o sebo, MPLA nunca atuou de outra maneira.

João Lourenço já tem a sua povoação de apoiantes forçados ou não, corrompidos entre generais, tribunais, exército e política que lhe garantem o poder. E como tal, toda e qualquer outra candidatura que possa aparecer, como disse, se não for apenas para se vender a ilusão de que existe democracia dentro do MPLA ficará condenada ao fracasso.

Tentar não é pecado e não é crime, mas é arrojado porque essa gente raramente não penaliza até mesmo com a eliminação do arrojado considerado atrevido e desafiador do rei da máfia e truques há de sobra.

Aliás esse senhor Venâncio que andou tantos anos, quase 50 no meio e teve sempre. A companhia de porcos fazendo coisas tão ruins contra Angola e contra os angolanos que coisas novas podem trazer para bem de Angola e dos angolanos?

Continuarei

Por Fernando Vumby

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up