Quinta, 30 de Junho de 2022
Follow Us

Domingo, 20 Outubro 2013 11:57

Angola nega qualquer incursão militar no Congo / Brazzaville Featured

As forças angolanas As forças angolanas

O governo Angolano negou qualquer incursão de soldados angolanos no Congo / Brazzaville, como foi relatado no início desta semana às fontes oficiais congoleses.

"Não houve nenhuma incursão de tropas angolanas no Congo e não há nenhum alvo militar (...) de Angola nesta região", disse à AFP Mario Augusto, o  porta-voz do Ministério das Relações Exteriores.

"Nós não temos militar no Congo ou na República Democrática do Congo" (RDC), o Sr. Augusto disse, acrescentando que há um projeto  em  discussão, a demarcação da fronteira comum entre Angola e Congo.

A Ràdio França Internacional disse por seu turno que um batalhão de militares angolanos, de cerca de 500 homens, entrou na segunda-feira passada  em território congolês através do enclave de Cabinda e ocupa cinco localidades desde então.

Segundo as nossas fontes no terreno, tudo começou com uma simples operação de demarcação da fronteira perto da aldeia de Pangui, no extremo sul do Congo com um pequeno destacamento de 57 soldados congoleses Liderados por comandante congolês Christian Loubaki ,mas as forças angolanas, presentes em grande número em Cabinda, onde eles lutam contra os rebeldes de Cabinda FLEC (Frente de Libertação do Enclave de Cabinda), tomaram essa implantação como um ataque da FLEC  e  capturaram os 57 soldados congoleses.

Segundo o governo congolês, os 57 soldados já foram libertados pelos militares Angolanos, o Congo, Angola e a República Democrática do Congo assinaram no início dos anos 2000 um pacto de não-agressão.

A Frente de Libertação do Enclave de Cabinda (FLEC) reivindica há muito a independência em relação a Angola do Enclave de Cabinda, rico em petróleo.

VOANG

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Domingo, 20 Outubro 2013 11:55