Quarta, 06 de Julho de 2022
Follow Us
Destaque

Destaque (285)

Um analista político angolano considerou hoje que a medição de forças entre o MPLA, no poder, e a UNITA, na oposição, agendado para sábado, em Luanda, vai lançar um indicador sobre a tendência de voto na capital angolana.

Um jurista angolano acusa os governantes de Angola de “agredirem permanentemente” a Constituição do país e a lei, principalmente a Lei de Imprensa, considerando-se dia após dia “mais oprimido e violentado” na sua dignidade humana.

A UNITA exigiu hoje ao presidente do parlamento angolano que apure responsabilidades sobre a “cerimónia religiosa secreta” realizada na sala do plenário do órgão legislativo, considerando-a como o “cúmulo da promiscuidade” entre Estado e religião.

A consultora Eurasia considerou hoje que o MPLA vai vencer as eleições de agosto, mas pela margem mais pequena de sempre, levando João Lourenço a ter de apostar na melhoria das condições sociais dos angolanos.

A Polícia da Catalunha está a investigar a alegada tentativa de homicídio do ex-presidente angolano, Eduardo dos Santos em Barcelona, após os seus familiares terem revelado "um complô" para supostamente acabar com a sua vida, embora ainda não tenham apresentado queixa, segundo jornal da Espanha 'La Vanguardia' desta sexta-feira, 01 de julho.

A Procuradoria-Geral da República de Angola (PGR) tentou deter Isabel dos Santos nos Países Baixos. A empresária foi detida em junho, depois de a PGR angolana ter apresentado uma queixa às autoridades judiciais neerlandesas.

Tchizé dos Santos, uma das filhas do ex-presidente angolano contratou uma advogada espanhola para impedir que se desliguem as máquinas que servem de suporte de vida a José Eduardo dos Santos e afastar Ana Paula dos Santos.

José Eduardo dos Santos está "triste" e "desiludido" com o sucessor, João Lourenço. A revelação é feita por Tchizé dos Santos, filha do antigo chefe de Estado, que diz que o pai quer ver Adalberto Costa Júnior no poder.

Fonte do gabinete do ex-Presidente angolano confirma a gravidade do seu estado de saúde: “De ontem para hoje a situação agravou-se consideravelmente”

O ativista luso-angolano Luaty Beirão disse hoje que a fraude das eleições gerais angolanas de 24 de agosto próximo “está feita desde o ano passado” e as ações em curso são “atos preparatórios para a sonegação da soberania popular”.

Página 1 de 21