Segunda, 25 de Outubro de 2021
Follow Us

Sexta, 24 Setembro 2021 10:53

Seis grupos angolanos e três estrangeiros vão explorar blocos petrolíferos do Baixo Congo e Kwanza

Nove grupos empreiteiros, três estrangeiros e seis angolanos, vão operar os blocos petrolíferos das bacias terrestres do Baixo Congo e do Kwanza, anunciou hoje a concessionária angolana, Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG).

Dos Estados Unidos são provenientes a Itanka Group, parceira no bloco Congo 1, e a Brite’s, parceira nos blocos Kwanza 9, Kwanza 17 e Kwanza 20, indica a ANPG num comunicado.

A canadiana MTI Energy será operadora nos blocos Congo 5, Kwanza 5, Kwanza 17 e Kwanza 20 e é parceira no bloco Kwanza 6.

Das empresas angolanas, 12 no total, cinco são igualmente operadoras.

A Somoil será a operadora do bloco Congo 1, a Mineral One do bloco Congo 6, a Simples Oil do bloco Kwanza 6, a Alfort Petroleum do bloco Kwanza 8 e a AIS Angola do bloco Kwanza 9. A Somoil e a Mineral One são também parceiras noutros blocos.

Compõem também os grupos empreiteiros dos blocos agora adjudicados as empresas angolanas Monka Oil, Omega, Prodoil, Prodiam, Upitec, Servicab e a Sonangol Pesquisa & Produção.

A ANPG vai agora iniciar um processo de negociação com cada um dos candidatos vencedores, para dar seguimento aos trâmites legais e passar depois à prospeção e exploração de cada um dos blocos.

A Administração da ANPG realça, no comunicado, que os resultados são particularmente relevantes, porque “foi possível atrair empresas estrangeiras que habitualmente não estão presentes no país e que são novos ‘players’ no setor petrolífero, e – ao mesmo tempo – incluir empresas angolanas por forma a dinamizar-se o potencial nacional do setor, quer em termos empresariais quer de força de trabalho”.

Rate this item
(0 votes)

Log in or Sign up