Domingo, 26 de Mai de 2024
Follow Us

Terça, 19 Dezembro 2023 21:59

Tribunal de Contas de Angola melhora a sua imagem internacional

O Tribunal de Contas de Angola conseguiu resgatar este ano a sua imagem e o respeito do junto das instituições internacionais. A consideração foi feita esta  pelo presidente do órgão, Sebastião Ngunza.

O Presidente do Tribunal do Contas de Angola fazia o balanço das ações desenvolvidas no ano que caminha para o seu final.  Sebastião Gunza, que em 2023 assumiu a liderança do órgão, pensa ter sido um ano de enormes desafios para a instituição e sublinha o facto da recuperação e projeção da imagem do tribunal dentro e fora do país.

Segundo Sebastião Gunza, o Tribunal de Contas conseguiu definir a sua posição junto das instituições internacionais com as quais mantém uma relação de forte intercâmbio, designadamente a INTOSAI, AFROSAI-E, OISC-CPLP e a União Africana, nas quais temos participado empenhadamente em todas as atividades, pelo que, neste contexto, esses deslumbram sinais claros de resgate da imagem, respeito e admiração ao nível das instituições congêneres.

Sebastião Gunza pediu empenho, zelo, trabalho e aptidão de todos os colaboradores para ultrapassar os desafios da instituição que vão continuar em 2024. Os resultados alcançados ainda não são suficientes, propomos ultrapassar os desafios que ainda persistem.  Em 2024, não devemos desperdiçar o que só de nós depende, 2024 será um ano cheio de desafios, aos quais cada um de nós responderá com a mesma responsabilidade e determinação que nos abriu o caminho até aqui percorrido.

Sebastião Gunza perspectivou maior trabalho no sentido de eliminar dúvidas sobre a isenção e a independência do Tribunal de Contas enquanto órgão responsável pela fiscalização da legalidade das contas públicas.

Exortou os funcionários a observarem os cuidados relacionados à matéria da integridade em todas as fases dos processos que tramitam no tribunal, desde as auditorias até aos julgamentos.

"Com efeito, não queremos ouvir falar, nem que seja por meras suspeições, de actos de corrupção, pois serão banidos impiedosamente", advertiu.

Durante a sua intervenção, o venerando juiz sublinhou a capacidade e o desempenho dos quadros durante o ano de 2023, o qual considera ter sido muito desafiante.

Rate this item
(0 votes)