Sábado, 24 de Fevereiro de 2024
Follow Us

Sexta, 29 Setembro 2023 10:10

Morreu diplomata angolano Hermínio Escórcio

O nacionalista e diplomata angolano Hermínio Escórcio morreu na madrugada de hoje, na África do Sul, aos 88 anos, vítima de doença, noticiou a imprensa angolana.

Hermínio Joaquim Escórcio, que foi preso político da antiga Polícia Política Portuguesa (PIDE) na época colonial, nasceu na província angolana de Benguela em 01 de junho de 1936.

O conhecido nacionalista ligado ao Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA, no poder desde 1975) participou do processo de libertação nacional desde 1958 e fez parte da delegação do MPLA que negociou tréguas com os portugueses nas chanas de Liamege, província do Moxico.

O antigo embaixador de Angola na Argentina foi ainda diretor do protocolo e património da Presidência da República de Angola, diretor geral da petrolífera Sonangol e dirigente honorário do clube de futebol Petro de Luanda.

MPLA lamenta com “profunda resignação” morte de Hermínio Escórcio

O Bureau Político do Comité Central do MPLA lamentou, esta sexta-feira, com “profunda resignação”, da morte de Hermínio Escórcio.

Em nota de condolência, o MPLA considerou o "histórico” dirigente do partido "figura incontornável do nacionalismo angolano”, que se distinguiu pelo sentido de disciplina, rigor e obediência político-partidário.

"Militante convicto e profundamente dedicado defesa das causas e dos ideais do partido, Hermínio Escórcio conquistou, por mérito próprio, o estatuto de Membro do Comité Central do MPLA, eleito na Conferência Inter-Regional realizada em Setembro de 1974, em Brazzaville”, destacou o MPLA.

Rate this item
(1 Vote)