Quinta, 19 de Mai de 2022
Follow Us

Terça, 25 Janeiro 2022 20:37

Analista político considera corrupção eleitoral o MPLA ter concedido microcréditos a potenciais eleitores

Jornalista e analista político, Ilídio Manuel, defendeu esta terça-feira, 25 de janeiro que, o facto do partido no poder em Angola há mais de 45 anos, MPLA, ter concedido microcréditos a potenciais eleitores, se não é corrupção eleitoral, então é algo mais grave do que isso.

De acordo com Ilídio Manuel, num país normal, o tribunal eleitoral ou que se veste desta função já teria questionado as motivações que levaram um determinado partido a conceder microcréditos aos potenciais eleitores, como se fosse um banco.

"O nosso Tribunal Constitucional serve apenas para chumbar os congressos dos partidos da oposição, legitimar a vitória do crónico vencedor e ameaçar com processos judiciais os que contestam os resultados eleitorais, ainda que opacos?", questionou Ilídio Manuel.

De salientar que, em relação ao suposto cheque, cujas imagens circulam nas redes sociais, assinado pelo 1º secretário provincial do MPLA em Luanda, Bento Bento, Djamila dos Santos, responsável para a Informação do Comité Provincial do MPLA em Luanda, explicou que o mesmo valor foi entregue pelo Comité Provincial, cedido por um grupo de empresários, parceiros do partido dos camaradas, com o valor de AKZ 50 mil para cada beneficiada.

"Cerca de dez dessas beneficiadas haviam perdido os seus negócios, e pensamos que com estes valores poderão recomeçar", reiterou, acrescentando que, dentre elas, estão vendedoras do mercado da Boa-fé e do 30.

Djamila dos Santos recordou ainda que o acto consta do programa "M em Movimento", que desde o ano passado vem realizando acções formativas, voltadas ao empreendedorismo no seio da juventude, com particular realce para as mulheres.

A responsável para a Informação do Comité Provincial do MPLA em Luanda, Djamila dos Santos, disse ao Jornal OPAÍS que o seu partido não está a conceder crédito a determinados cidadãos, como tem sido ventilado por alguns membros da oposição, e sim apoio financeiro, lembrando que as únicas instituições que podem conceder créditos são as instituições financeiras.

Referiu, no entanto que, o que o MPLA fez, no município de Viana, foi convidar alguns grupos empresariais para a construção de um campo gino-desportivo que vai beneficiar os jovens do distrito urbano da Estalagem, mais concretamente no bairro da Boa-Fé, igualmente de um apoio financeiro a 40 cidadãs, algumas delas que haviam perdido os seus negócios.

Rate this item
(1 Vote)