Quinta, 19 de Mai de 2022
Follow Us

Sexta, 07 Janeiro 2022 21:23

UNITA confiante no parecer favorável do Tribunal Constitucional

O partido diz estar confiante num parecer favorável por parte do Tribunal Constitucional quanto à anotação do seu congresso ordinário, apesar do “pouco” tempo que resta para o início da campanha eleitoral

As declarações são do porta-voz do partido do Galo Negro, Marcial Dachala, contactado pelo Jornal OPAÍS a propósito do dossier que os maninhos deram entrada no TC a 14 de Dezembro do recém-terminado ano. O responsável fez saber que, até ao momento, ainda não receberam da parte daquele órgão jurisdicional qualquer pronunciamento, mas, ainda assim, depositam “fé” num desfecho que lhes seja favorável.

Dachala tranquiliza os militantes, amigos e simpatizantes do maior partido na oposição em Angola, sublinhando que a entrega do relatório final do conclave junto do Constitucional foi feita a pouco menos de um mês, daí que não existem razões para alarmismos.

“Aliás, a exemplo do Congresso anulado, o TC levou meses até anotar”, salientou, para uma vez mais deixar claro que o processo está “bem encaminhado”.

Outrossim, explicou que, a exemplo do seu partido, as organizações políticas que também realizaram congressos ordinários de pois da UNITA, como são os casos do MPLA, FNLA e PDP-ANA, ainda não foram anotados pelo Tribunal Constitucional.

“Estamos calmos, esse processo de espera não atrapalha de forma nenhuma o nosso programa”, frisou.

Abertura do ano político 22

Por outro lado, Marcial Dachala deu também a conhecer que a UNITA está a poucas horas do lançamento do seu ano político, que acontece amanhã, Sábado, 8 do mês corrente. “Nós estamos a umas escassas horas do lançamento do ano político do nosso partido - e esse compasso de espera não atrapalha -, de forma nenhuma, a nossa programação”, afirmou o porta-voz, acrescentando que no Sábado próximo, 8 de Janeiro, no quadro da abertura do ano político 2022, o Presidente do Partido, Adalberto Costa Júnior, vai proferir uma mensagem à Nação, às 10h00, no pavilhão multiusos do complexo Sovsmo, em Viana.

Ademais, ainda no quadro desta abertura, membros da direcção do partido vão realizar visitas aos bairros de Luanda no dia 8 de Janeiro para incentivarem os cidadãos a actualizarem o seu registo eleitoral e a tomarem as vacinas contra a Covid-19.

Providência cautelar não atrapalha os planos do partido

Segundo ainda o porta-voz dos “maninhos”, a providência cautelar interposta por alguns membros da UNITA para impugnar o XIII congresso ordinário, alegando violação dos estatutos do partido, de igual modo não atrapalham os objectivos da organização para os desafios que se avizinham. Aliás, para Marcial Dachala, foram cumpridos, escrupulosamente, tudo aquilo que mandam os estatutos do Galo Negro.

“Por isso aguardamos confiantes, sabendo que fizemos muito bem a nossa parte”, disse.

Sendo assim, concluiu o responsável, esperam agora que o Tribunal Constitucional se pronuncie em coerência com os preceitos legais.

De recordar que o XIII congresso ordinário da UNITA, realizado entre os dias 2 e 4 de Dezembro do ano passado, “reconduziu” o candidato Adalberto Costa à presidência do partido, com 1081 votos a favor, ou seja mais de 96%, num total de 1121 votos escrutinados num congresso em que exerceram o direito de voto mais de mil delegados. OPAIS

Rate this item
(0 votes)