Domingo, 26 de Mai de 2024
Follow Us

Terça, 28 Fevereiro 2023 16:39

Vice-MNE russo diz que cresce ideia de transações entre BRICS sem usar dólar

A ideia de transações entre o grupo BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do sul) sem usar o dólar está a crescer, declarou hoje o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros russo, reconhecendo dificuldades em criar uma moeda comum.

"Devo dizer que a possibilidade de transações não em dólares entre os países do grupo BRICS está a aumentar. Neste contexto, não é de estranhar que a ideia da criação de uma moeda comum da organização venha sendo expressa”, disse Alexander Pankin, numa entrevista divulgada hoje pela agência russa TASS.

Pankin recordou que o Presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, questionou recentemente: “Porque não criar uma moeda comum entre os países do Mercosul ou com os países do BRICS?”.

O chefe de Estado brasileiro afirmou que, se dependesse de si, o comércio externo seria sempre na moeda de outros países e sem depender do dólar.

“Dito isto, há que admitir que também há certas dificuldades nesta questão", avançou o vice-ministro russo, mas salientando que há soluções alternativas que garantam transações entre este grupo de países não baseadas em dólares.

Na visão do governante russo, seria mais pragmático considerar uma hipotética moeda BRICS “não como a moeda para substituir as nacionais, mas como uma nova ferramenta multifacetada promissora baseada na cesta de moedas dos Estados-membros" do grupo.

"Um dos modelos já mencionado sugere o funcionamento da moeda dos BRICS como uma reserva semelhante aos direitos de saque especiais emitidos pelo Fundo Monetário Internacional [FMI]", disse o vice-ministro, acrescentando que essa opção também requer uma análise completa através dos órgãos estatais relevantes da Rússia e seus parceiros do BRICS.

A possibilidade de criar uma moeda de reserva internacional com base na cesta de moedas dos países do BRICS foi abordada pelo Presidente russo, Vladimir Putin, numa anterior cimeira do grupo e, mais recentemente, numa visita a Angola do seu ministro dos Negócios Estrangeiros, Serguei Lavrov.

Numa conferência de imprensa com o Presidente angolano, João Lourenço, no final de janeiro, o diplomata garantiu que o tema da criação de uma moeda comum para trocas internas será analisado na próxima cimeira do BRICS.

A questão de contornar o dólar nas transações comerciais, recentemente abordada no âmbito do Mercosul (Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai), “será seguramente discutido na cimeira do BRICS”, disse o ministro russo em Luanda.

A cimeira do BRICS está prevista para o final de agosto, na África do Sul, e uma série de países africanos, incluindo Angola, serão convidados a participar.

Rate this item
(0 votes)