Terça, 31 de Janeiro de 2023
Follow Us

Segunda, 10 Outubro 2022 15:46

Índia investiga xaropes para tosse após morte de 66 crianças na Gâmbia

As autoridades indianas, alertadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), investigam quatro xaropes para tosse e resfriado produzidos por um laboratório nacional que podem ter causado a morte de 66 crianças na Gâmbia.

O Ministério da Saúde da Índia explicou, em comunicado publicado na noite de quinta-feira, que estão sendo analisadas amostras dos medicamentos indicados pela OMS e que, com base nos resultados, decidirão quais medidas tomar.

O laboratório indiano que os fabrica, Maiden Pharmaceuticals, sediado no estado de Haryana, no norte, apenas exportou esses xaropes para a Gâmbia e não os comercializa na Índia, segundo o ministério.
De acordo com a OMS, quatro xaropes indianos para tosse e resfriado "podem estar ligados à lesão renal aguda e à morte de 66 crianças".

Especificamente, são os produtos Promethazine Oral Solution, Kofexmalin Baby Cough Syrup, Makoff Baby Cough Syrup e Magrip N Cold Syrup. Todos são produtos da Maiden Pharmaceuticals Limited.

A OMS informou o regulador geral de medicamentos da Índia no final de setembro.

No documento técnico do alerta, a OMS indica que "a análise laboratorial das amostras de cada um dos produtos confirma a contaminação com dietilenoglicol e etilenoglicol em quantidades inaceitáveis".

A AFP entrou em contato com a Maiden Pharmaceuticals, sem sucesso.

Segundo a OMS, os quatro xaropes foram identificados na Gâmbia, mas podem ter chegado a outras partes de África por meio do comércio irregular.

Rate this item
(0 votes)