Terça, 16 de Abril de 2024
Follow Us

Quarta, 10 Janeiro 2024 08:31

Economistas com dúvidas sobre novo endividamento de Angola

O governo angolano anunciou que vai recorrer a novo endividamento, para poder financiar o Orçamento Geral do Estado para o exercício económico deste ano.

O economista Heitor Carvalho fez notar que o serviço da dívida angolana " está em 97%das nossas receitas”.e que “ não há banco nenhum que aceite emprestar nestas circunstâncias’.

‘Mais importante ainda é que nós estamos a pagar (com isso) 30% de despesas e só sobra 70% daquilo que vamos gastar em coisas úteis e é por isso há toda necessidade de se reduzir a dívida e é isto que não está a ser feito.", acrescentou

Outro economista e também investigador pela Universidade Católica de Angola, Alves da Rocha acredita que antes mesmo de se partir para novo endividamento, há excessos que podem ser cortados no actual OGE.

"O que a gente devia fazer ao nível do OGE, para 2024 é eliminar todas as gorduras que este orçamento deste ano ainda tem, e todos os acessos indevidos ao orçamento, como viaturas, viagens despropositadas e outras imponderabilidades que o orçamento ainda tem.", disse

José Severino presidente da AIA Associação Industrial Angola diz contudo que a dívida e um fator essencial na economia moderna.

"O endividamento é hoje uma técnica muito usada por todas as economias, toda a gente o faz, até os EUA que têm a maior carteira de dívida no mundo”, disse.

“Portanto isto é muito natural não é nada extraordinário, o país não pode parar e para não parar vamos sim recorrer a um novo endividamento,penso que neste contexto é a melhor solução.", acrescentou

O economista Heitor Carvalho diz não acreditar que se consiga para este ano o que o governo antevê como dívida externa. "Nós andamos a lutar pra conseguir uma dívida externa e conseguimos de 1,6 Biliões de kwanzas e lá no documento está escrito que para o próximo ano (Este ano no caso), sem explicação nenhuma, vamos passar de 1,6, para 6,2, acho que nem por milagre de Jesus Cristo.", afirmou

Nós contactamos o porta voz do ministério das Finanças Adebayo Vunge que nos remeteu a ministra das Finanças Vera Daves que na próxima Quarta-Feira dia 10 de Janeiro vai falar aos estudantes da UCAN exactamente sobre dívida de Angola. VOA

Rate this item
(0 votes)