Quarta, 24 de Abril de 2024
Follow Us

Sexta, 23 Fevereiro 2024 20:17

Isabel dos Santos obrigada a entregar filhos a "amas e guarda-costas" para garantir o seu futuro

A viver no Dubai, empresária teve de enviar os filhos para Londres e mostra-se desolada por privá-los da sua presença, especialmente o mais novo, que tem apenas seis anos. Crianças vivem agora com funcionários de Isabel dos Santos numa mansão em Londres.

Há mais de três anos que Isabel dos Santos se mudou em permanência para o Dubai e, com o cerco a apertar-se em torno dos processos de que é alvo e dos mandatos de captura em seu nome, há muito que deixou de se ausentar do país, vivendo uma espécie de exílio dourado numa das ilhas mais exclusivas, com preços de casas exorbitantes, e à qual só os verdadeiros milionários têm acesso.

 Apesar da polémica em torno do seu paradeiro, a filha do antigo presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, diz que não está escondida e tem dado várias entrevistas, a última das quais ao 'The Sunday Times', que até identifica o local exato em que alegadamente se encontra.

 Numa longa conversa, a princesa de Angola abriu o jogo sobre o seu esconderijo milionário e contou que, apesar de ter uma vida que nas redes sociais pode parecer invejável, com luxos e mordomias constantes à disposição, facilmente dá por si sem nada para fazer. "É muito aborrecido", explica, acrescentando que tem saudades de 'pôr as mãos na massa' e tratar de negócios. "No que eu sou boa é a construir negócios. Mas agora passo a maior parte do tempo a lidar com advogados", explica Isabel dos Santos.

Mas este é apenas um lado da questão, uma vez que a nível pessoal as coisas também têm sido difíceis para a angolana que, depois de ter perdido o marido, Sindika Dokolo, em outubro de 2020, na sequência de um acidente a fazer mergulho livre, no Dubai, se vê agora privada da companhia dos filhos, o mais novo de apenas seis anos. A decisão, admite, foi dolorosa de tomar, mas Isabel acredita que é um sacrifício em nome dos filhos, que não pretendia que crescessem e estudassem na redoma em que se encontra. No entanto, admite que não há decisões perfeitas e que o preço a pagar é que os filhos, que já não têm pai, cresçam agora também afastados da mãe.

Assim, é a própria quem conta ao 'The Sunday Times' que os entregou a "amas e guarda-costas" para poderem seguir a sua vida escolar normal em Inglaterra. A filha mais velha estuda em Edimburgo e os três rapazes em escolas privadas de Londres, vivendo com o staff da empresária na mansão que têm em Kensignton, perto do Albert Hall. É apenas uma das três casas que a família tem em Londres e que em conjunto estão avaliadas em 25 milhões de euros.

Apesar de saber que está a fazer o que considera melhor para os filhos, viver afastada destes, e sobretudo do mais novo, deixa Isabel dos Santos em lágrimas. "Tenho saudades deles, mas quero que sejam educados no Reino Unido, não quero que a vida deles seja uma confusão. Espero que em breve tudo isto tenha acabado e me possa juntar a eles", conta, revelando que a última vez que estiveram todos juntos foi no Natal.

Nas redes sociais, são muitas as vezes que partilha imagens do filho mais novo, demonstrando a falta que este faz na sua vida, num processo deaceitação que tem sido doloroso para a empresária.

Com parte das contas congeladas, o Tribunal Superior de Londres aprovou um limite de gastos de 15 mil libras por semana (17,5 mil euros) para ela própria, 5 mil libras (5,8 mil euros) por semana para cada um dos cinco filhos, e 50 mil libras (58,4 mil euros) por ano para cada um dos filhos usar nas despesas de educação. No entanto, a empresária insiste que, de momento, não tem acesso a qualquer montante e que vive da caridade de amigos para lhe sustentarem a luxuosa vida no Dubai. "Todas as minhas contas estão congeladas, o que significa que não tenho acesso a quaisquer fundos", insistiu Isabel.

Uma gaiola de ouro! Assim é o exílio de luxo de Isabel dos Santos no Dubai

Sozinha no Dubai, Isabel dos Santos tem tido tempo de sobra para pensar naquilo que tem sido a sua vida ao longo dos anos. E sem dúvida que, além de todo o escândalo de currupção em que está envolvida, a partida súbita do marido é o que mais a transtorna. Tinha apenas 48 anos e morreu na sequência de um acidente enquanto praticava mergulho livre no Dubai, em 2020.

O luto está a ser feito lentamente, até porque a empresária garante que ainda não encontrou todas as respostas de que precisa para seguir em frente. Em entrevista ao 'The Sunday Times', colocou o dedo na ferida e levantou suspeitas sobre a misteriosa morte de Sindika Dokolo.

"Ele estava em grande forma, era um grande desportista e costumava mergulhar duas ou três vezes por semana. Por isso, de certeza que aconteceu algo que não era suposto acontecer."

Questionada sobre se estava a acusar os serviços secretos angolanos, Isabel dos Santos explicou as suas suspeitas. "Na verdade, tenho muito pouca informação sobre o que aconteceu. Foi um momento muito difícil para mim emocionalmente, e o nosso foco estava nos meus filhos, na recuperação e em ficarmos juntos".

"É um mistério", completou. "No Dubai, ninguém faz perguntas. Penso que isto é algo que nunca saberei e que tenho de me reconciliar com essa ideia", disse de lágrimas nos olhos.

O acontecimento trágico mudou a sua vida. Isabel dos Santos já o disse e não se cansa de reafirmar que Sindika era o grande amor da sua vida e que juntos formavam uma equipa.

O casamento dos dois, em 2002, foi um acontecimento de Estado, e na altura falou-se que tinha custado quase dois milhões de euros para cobrir as duas cerimónias: a primeira civil, realizada nos jardins do Palácio Presidencial de Angola, e uma religiosa, no dia seguinte, na Sé Catedral de Luanda.

No total, mais de dez mil convidados abençoaram a boda e conta-se que só em talheres e outros materiais básicos de decoração, o casal gastou cerca de 900 mil euros. Na ementa havia tudo do bom e do melhor, como Lagosta do Kwanza Sul, gambas e caranguejo do Namibe. A imprensa inernacional revelou que a cerimónia de luxo contou com 10 mil convidados, entre eles a alta elite internacional.

Apesar do luxo e ostentação, Isabel dos Santos desvaloriza o assunto e admite. "Não custou isso tudo que dizem", explica, acrescentando que ambos tinham "famílias muitos grandes."

Agora, tudo não passsam de recordações que a empresária volta e meia traz à tona nas suas redes sociais, ao partilhar a dor que ainda sente por não ter o seu grande companheiro por perto e tenta ultrapassar sozinha a fase mais desafiante da sua vida. Flash

Rate this item
(1 Vote)