Domingo, 25 de Setembro de 2022
Follow Us

Sábado, 06 Agosto 2022 17:41

1° de Agosto desmente Jornal de Angola sobre desistência do Clube na Liga dos Campeões

A Direcção do Clube Desportivo 1° de Agosto desmentiu a informação veiculada na manhã deste sábado, 06 de Agosto, dando conta de alegago anúncio de desistência da referida equipa militar, da Liga dos campeões, após redução de verbas pelo Minfin.

No comunicado de imprensa que Angola24horas teve acesso, lê-se que foi com profundo desagrado, que a Direcção do Clube Desportivo 1º de Agosto, tomou conhecimento de uma notícia posta a circular pelo jornal de Angola edição de 06/08/2022, com o título "1º de Agosto anuncia desistência da Liga dos Campeões da CAF", e cita como fonte o Director Geral do Clube, Fernando Barbosa "Barbosinha".

O comunicado refere que este responsável desportivo, em momento algum concedeu qualquer tipo de entrevista sobre o referido assunto ao Jornal de Angola ou outro órgão, reiterando por isso que a notícia em questão é falsa.

Assim, o 1.º de Agosto lembra que, habitualmente, torna público toda sua informação oficial por intermédio do site www.1agosto.com, notas de imprensa e através de pontos informativos na rádio D’Agosto, o que não veio acontecer.

Inicialmente, este informativo estatal, noticiou que o 1º de Agosto, vice-campeão do Girabola, não vai competir na edição 2022/23 da Liga dos Clubes Campeões Africanos de futebol, uma vez que não dispõe de condições financeiras, para suportar a campanha da equipa na prova continental, após a redução orçamental de 800 para 200 milhões de Kwanzas mês, pelo Ministério das Finanças, por via do Ministério da Defesa Nacional e Veteranos da Pátria, alegadamente por não haver prestação de contas pela direcção.

Adiantou também que na próxima semana, o conjunto do Rio Seco vai formalizar o pedido de desistência da competição, na secretaria da Federação Angolana de Futebol (FAF), de modo a não ser sancionado pela entidade reitora da modalidade no continente.

Em conversa com o Jornal de Angola, Fernando Barbosa "Barbosinha”, director- geral do 1º de Agosto, terá dito que "antes de tomarem esta posição, contactaram várias instituições, no sentido de encontrarem apoios financeiros, cujos esforços envidados foram infrutíferos, não tendo como evitar a desistência da competição.

"Não gostaríamos que as coisas terminassem desta maneira. Como é do domínio público, o clube passa por uma crise financeira sem precedentes desde Outubro do ano passado.

Estamos com sérios problemas financeiros para gerir o clube. Sofremos um enorme corte no bolo orçamental a que tínhamos direito. Dos 800 milhões de Kwanzas/ mês que recebíamos, passamos para 200. Com esse montante, fica difícil gerir um clube com o estatuto e a grandeza do nosso", destacou JA, o suposto desabafo do dirigente do Clube militar.

Mais ainda, Fernando Barabosa, quanto à participação da equipa no Girabola 2022/23, Fernando Barbosa terá assegurado que está acautelada, embora tenha alegadamente descartado a disputa pelo título do campeonato.

"Esta época não vamos lutar pelo título. Não fizemos grandes investimentos no plantel. Daí a razão de estarmos de fora da corrida pelo campeonato. Se tivéssemos saúde financeira assumiríamos, claramente, a disputa pela posse do troféu. Tínhamos de estar bem do ponto de vista financeiro. Esta época não fizemos as melhores contratações que pretendíamos. Com o orçamento que recebemos, não podemos assumir que somos candidatos. Na época 2022/23, não vamos lutar pelo título do Girabola. O objectivo é ficarmos em terceiro ou quarto lugar", terá revelado igualmente a antiga estrela do basquetebol do clube militar e da Selecção Nacional, informações estas que o Clube desmentiu em comunicado.

Rate this item
(0 votes)