Sexta, 19 de Julho de 2024
Follow Us

Centrais sindicais angolanos e Governo continuam sem acordo sobre aumentos do salário mínimo e dos funcionários públicos, disse hoje à Lusa o porta-voz dos sindicalistas após a primeira reunião realizada depois da primeira fase de uma greve geral.

Published in Destaque

O Executivo, através do Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS), voltou a chamar as centrais sindicais para juntos negociarem as exigências dos funcionários públicos e tentarem chegar a um entendimento que trave as futuras paralisações gerais. As centrais sindicais, por sua vez, dizem estar prontas para negociar com o Executivo caso haja avanços no caderno reivindicativo.

Published in Sociedade

Após três dias de greve à escala nacional da função pública angolana não há qualquer sinal que o governo esteja prestes a ceder às exigências dos sindicatos que dizem estar a lutar pelo resgate da dignidade social dos trabalhadores.

Published in Sociedade

O economista Carlos Rosado de Carvalho disse hoje que há condições para aumentar os salários em Angola, salientando que os trabalhadores com salário mínimo perderam 40% do poder de compra desde 2017, quando João Lourenço se tornou Presidente.

Published in Destaques

As centrais sindicais angolanas reafirmaram hoje que mantém a greve geral, com início previsto para quarta-feira, lamentando a falta de propostas concretas do Governo sobre as suas reivindicações, em seis rondas negociais já realizadas.

Published in Destaque
Página 3 de 12