Menu
RSS

Acabou o sonho. Cavani deixa Portugal de fora do Mundial da Rússia

Acabou o sonho. Cavani deixa Portugal de fora do Mundial da Rússia

Portugal foi eliminado este sábado do Mundial da Rússia, ao perder com o Uruguai com dois gols de Edinson Cavani, a seleccao de Uruguai chegou às quartas de final da Copa do Mundo após oito anos. Os portugueses, que perderam pela primeira vez no Mundial, ao menos marcaram um gol na equipe uruguaia, que até aqui não tinha sofrido nenhum.

Logo com seis minutos de jogo, em rápido contra-ataque puxado por Cavani, Suárez foi lançado na esquerda, escapou da marcação de Ricardo Pereira e cruzou na área. Cavani subiu bonito na segunda trave e cabeceou forte para o fundo das redes. O empate português também foi de cabeça, com o zagueiro Pepe, após cobrança de escanteio aos nove minutos do segundo tempo.

O segundo gol uruguaio viria aos 16 minutos, após chutão do goleiro Muslera para o campo de ataque, Suárez triscou de cabeça, Bentancur lançou para Cavani livre do lado esquerdo da área. O atacante bateu, de primeira, com a chapa do pé direito e manda a bola no canto esquerdo de Rui Patrício. Cavani ainda deixou o campo sentindo lesão na perna.

Com a vitória, o Uruguai avança às quartas de final, em que enfrentará a França na próxima sexta-feira, às 11 horas (de Brasília), em Níjni Novgorod. Portugal volta para casa.

Ronaldo e Messi eliminados no mesmo dia

Quando se discute quem é o melhor jogador do Mundo, a discussão gera sempre à volta de Cristiano Ronaldo e Lionel Messi.

 Os dois protagonizam uma rivalidade saudável e muitos eram os adeptos que imaginavam um confronto nos quartos de final entre a Argentina e Portugal. No entanto, a França e o Uruguai trocaram as voltas aos adeptos.

Numa época onde Lionel Messi conquistou o campeonato espanhol e a taça e Cristiano Ronaldo a Liga dos Campeões, muitos olhavam para a prestação no Campeonato do Mundo como o critério de desempate para a Bola de Ouro de 2018.

E se é verdade que os dois acabaram eliminados no mesmo dia, os desempenhos individuais acabaram por ser diferentes.
Cristiano Ronaldo deixa a competição com quatro golos, onde se contabiliza um hat-trick frente à Espanha (3-3) na primeira jornada e um golo frente a Marrocos (1-0). Já Messi teve uma prestação mais discreta, com apenas um golo frente à Nigéria (2-1) e uma assistência frente a França (4-3)

.
.
.
.
back to top

Recomendamos