Menu
RSS

Macon pretende ligar países da SADC para facilitar mobilidade entre os povos.

Macon pretende ligar países da SADC para facilitar mobilidade entre os povos.

A companhia angolana de transporte rodoviário Macon iniciou a sua internacionalização na vizinha Namíbia, com abertura da Macon Namíbia que vai operar a partir de Windhoek numa primeira fase duas rotas para fronteira com Angola e Namíbia/Zâmbia,

A viagem inaugural decorreu na quarta-feira passada, a partir da Namíbia para Angola e Katima Mulilo na fronteira namibiana com a Zâmbia.

O director geral da Luís Máquina, realçou na ocasião que as tarifas a praticar vão de 16.100 Kwanzas de Luanda até Santa Clara e 24.400 Kwanzas até à capital namibiana, numa viagem em que a companhia garante, segundo ele, entretenimento, seguro para os passageiros e, claro da viatura, bem como o cumprimento dos horários programados.

Daí em diante, segundo o seu director, a Macon operará três frequências que partirão de Windhoek às Segundas, Quartas e Sextas-feiras para Luanda e daqui para a capital namibiana às Segundas, Quartas-feiras e Sábados.

Estas iniciativas da Macon enquadra-se nos desafios da União Africana que visam promover a mobilidade dos cidadãos do continente e o comércio intra-africano.

O director geral da Luís Máquina, garantiu que ainda este ano, a empresa deverá abrir duas novas rotas para Republica Democrática do Congo, sendo uma através da província do Zaire e outra por Cabinda. Para o ano de 2019, a Macon estuda ligar, a África do Sul, Botswana e Zâmbia.

Estas iniciativas poderão posicionar a Macon como a maior operadora de transportes da África Austral, facilitando a mobilidade entre os povos, facilitando o comércio regional e gerando emprego.

.
..
.
.
back to top

Recomendamos